Dana White não parecia conformado com os fãs que deixaram o Bell Centre, em Monteral, no Canadá, antes do fim da disputa do cinturão dos pesos-moscas entre Demetrious Johnson e Kyoji Horiguchi. Perguntado na coletiva de imprensa pós-evento o que havia achado das pessoas terem deixado a arena antes do fim da luta, e perderam a histórica finalização mais tardia da história do UFC, aos 4m59s do quinto round, o presidente da organização respondeu bem ao seu estilo.

– Não estou nem aí para o que as pessoas estão fazendo. Eu estou vendo a luta.

Dana lamentou que haja um julgamento negativo dos fãs sobre Demetrious Johnson.

– É triste não verem o valor que Demetrious Johnson tem. Ele faz tudo exatamente da forma que se espera que ele faça. Demetrious vem com um plano de luta e o segue à risca. Ele é o tipo de lutador que baixa a cabeça e luta sem parar. Temos que respeitar um atleta que fez o que fez hoje contra um cara como Horiguchi, que pode nocauteá-lo a qualquer momento. Foi inacreditável. O que posso dizer é que Anderson Silva não era a maior estrela do mundo mesmo quando já era campeão. Chuck Liddell também não foi sempre uma grande estrela. A hora de Demetrious Johnson vai chegar.

Leia também:  Sinopense ganha último torneio e cuiabano é campeão de tênis

O presidente do UFC fez uma analogia do MMA com o basquete ao analisar o comportamento dos fãs.

– O que aconteceu hoje foi um grupo de fãs indo embora antes do fim da luta. Era como se um torcedor da NBA deixasse o ginásio quando seu time estava perdendo e acaba perdendo o momento em que o time vira o jogo e ganha.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.