Foto: assessoria
Foto: assessoria

Os deputados Adilton Sachetti (PSB-MT), Nilson Leitão (PSDB-MT) e Ságuas Moraes (PT-MT) se reuniram com o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, esta terça-feira (31/03), para discutir a construção de um batalhão em Sinop, no norte de Mato Grosso.

Os parlamentares levaram ao conhecimento do comandante uma emenda de R$ 16 milhões -apresentada pela bancada de Mato Grosso e incluída na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015 – para viabilizar a instalação militar no estado.

“Sinop é um pólo de referência no norte mato-grossense. Vemos com interesse a possibilidade de se fixar ali um posto do Exército, com objetivo de garantir a soberania brasileira na região”, explica Sachetti.

Leia também:  Comando local do Solidariedade pode ter disputa

O projeto para construção do batalhão vem sendo desenvolvido pelo Exército há pelo menos três anos. Porém, até o momento o Executivo não liberou recursos para o início das obras.

No encontro, os parlamentares realizaram um convite ao comandante do Exército para conhecer o local em Sinop onde se pretende construir o batalhão.

Villas Bôas destacou a importância da instalação para o desenvolvimento da região amazônica, cujo bioma está presente em quase metade do território do estado.

“Sem desenvolvimento não se salva a Amazônia. Este é o primeiro passo para se preservar a região”, assinalou o general. A data da visita de Villas Bôas a Sinop ainda não foi definida.

Na reunião, o comandante confirmou aos parlamentares presença na sessão solene da Câmara dos Deputados que homenageará o marechal Cândido Rondon. O evento foi marcado para 5 de maio, data do aniversário do militar e sertanista brasileiro.

Leia também:  Rezende articula mudanças à confecção da carteira de identidade em Rondonópolis

Rondon teve uma participação fundamental na ocupação do interior do Brasil. Ele atuou na construção de linhas telegráficas no Centro-Oeste, abrindo estradas, desbravando terras e estabelecendo relações cordiais com os índios.

Rondon recebeu uma grande homenagem quando de rebatizou o território do Guaporé, em 1956, que passou então a se chamar Estado de Rondônia. Ele também é considerado o patrono das telecomunicações no Brasil.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.