Dois anos e meio, sendo 37 horas de gravação, esse foi o tempo que Galvão Bueno e Ingo Ostrovsky levaram para escrever o livro “Fala, Galvão!”. “São 40 anos de histórias, mas essencialmente, nós tentamos falar dos amigos nesse livro”, comenta o narrador.

Galvão Bueno conta que a publicação conta muitas histórias envolvendo Pelé e revela que o rei do futebol sempre foi pão-duro. “Ele nunca tinha pagado um jantar na vida até as Eliminatórias de 93”, brinca.

Uma das vozes mais conhecidas da televisão brasileira, ele também comenta a importância de seu parceiro Arnaldo Cezar Coelho. “Eu não consigo me imaginar transmitindo um jogo sem ele”, afirma.

Durante o Programa do Jô, Galvão ainda aproveita para se declarar para sua mulher Desirée. “O final do livro é uma declaração de amor para a mulher da minha vida, que conseguiu no meu segundo casamento fazer com que os nossos filhos e os filhos do primeiro (casamento) formassem uma grande família”.

Leia também:  Resumo de novelas desta quarta-feira (19)
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.