Foto: Assessoria
Vice-governador participa de Dia de Campo, em Cáceres – Foto: Assessoria

O vice-governador Carlos Fávaro garantiu que o Governo do Estado será parceiro na expansão da integração lavoura-pecuária com desenvolvimento baseado na sustentabilidade na região Sudoeste de Mato Grosso. A afirmação foi feita nesta terça-feira (31) durante o 2° Encontro Técnico da Soja e Milho da Região Sudoeste, em Cáceres (a 234 quilômetros de Cuiabá).

No evento voltado à exposição do potencial da região, que tem a pecuária como principal atividade econômica, Fávaro destacou que o Governo do Estado trabalha para desenvolver a integração da lavoura-pecuária, tendo em vista os benefícios que a prática gera ao produtor e à comunidade. “A região Sudoeste que ficou muitos anos abandonada em Mato Grosso. Tem agora no Governo do Estado um grande parceiro para seu desenvolvimento”, disse o vice-governador.

Leia também:  Cirurgia possibilita que paciente possa voltar a ver os filhos

Fávaro avalia que, ao incentivar a produção com o método lavoura-pecuária, o governo deve ajudar a fomentar o turismo e fazer a verticalização da produção. “O potencial de transformação dessa região é enorme. Apostamos na integração lavoura-pecuária com sustentabilidade, preservando o nosso pantanal, mas trazendo incremento do desenvolvimento econômico, isso é fundamental e merece ser apresentado à sociedade”, destacou.

Segundo Fávaro, o governador Pedro Taques determinou que os secretários de Estado participem e contribuam para que ocorra esse desenvolvimento objetivado. Afirmou que uma dessas contribuições é na elaboração do projeto e construção da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), que deve ser integrada com o Porto de Santo Antônio das Lendas. Para o vice-governador, a integração da ZPE com o porto deve dar viabilidade econômica, e, com isso, atrair a iniciativa privada para fazer essas obras.

Leia também:  Caravana do FCO é realizada em Jaciara e Alto Araguaia

De acordo com ele, a fase agora é de buscar capital privado para construção do terminal de Santo Antônio das Lendas. E, no que depender do Governo do Estado para fazer o licenciamento ambiental, as coisas vão sair do papel.

Ações

Carlos Fávaro frisou que o Governo do Estado fará sua parte para impulsionar o desenvolvimento da região. Por hora, acontecerá a retomada imediata, agora a partir de abril, das obras de recuperação das MTs 170 e 175. Caso sejam concretizadas, o governo irá quebrar o contrato com as ganhadoras e chamará a empresa que ficou em segundo lugar na licitação, informou o vice-governador.

“Também será feita a retomada das obras da MT-343 de Barra do Bugres a Porto Estrela. Essas são algumas determinações do governo que darão sinalizações concretas para que a iniciativa privada façam investimentos na região”, pontuou Fávaro.

Leia também:  Governo inaugura a 15ª escola estadual deste ano em Alto Taquari

Outra ação do governo para contribuir com o desenvolvimento da região é a dedicação das secretarias de Cidades e Desenvolvimento Econômico junto aos entraves jurídicos da ZPE para que ela se torne uma realidade. “As obras do ZPE já estão em fase final de estudos e de viabilidade de recursos, precisa-se aproximadamente de R$ 20 milhões, e já está na secretaria de Cidades interagindo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para que o recurso possa ser alocado e as obras saiam do papel”, finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.