4.500. Esse é o número de mulheres que estão na fila aguardando para fazer exames que detectam o câncer de mama. Para reduzir essa longa e demorada espera, o Hospital do Câncer de Rondonópolis (HCR) e a Associação dos Pacientes Oncológicos de Rondonópolis (Apor) lançaram o projeto de implantação do Centro de Prevenção e Diagnóstico Precoce de Câncer.

Nesta sexta-feira, 10 de abril, a Apor recebe a primeira contribuição deste projeto vinda da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR) no valor de 100 mil reais. A entidade será a primeira a colaborar com parte do valor necessário para aquisição do mamógrafo, do aparelho de ultrassom, adequação do prédio e mobiliário. Esse projeto, encabeçado pela ACIR, busca arrecadar 900 mil reais.

Leia também:  Samu e militares vão fazer simulação realística de uma explosão no Shopping

O HCR e a Apor recebem apoio financeiro de várias empresas da cidade e segue em busca de mais colaboradores para esse audacioso projeto.

Com o Centro de Diagnóstico instalado em Rondonópolis será possível atender os pacientes, da cidade e da região, sem a necessidade de deslocar para Cuiabá.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.