O deputado estadual e membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura Sonegação Fiscal, Max Russi (PSB) foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE) a pagar multa no valor de R$ 4 mil por não fornecer informações sobre a execuções de obras no município de Jaciara, quando ele foi prefeito.

A decisão do TCE cria mais um paradoxo na política, especialmente em Mato Grosso, já que Max participa de uma comissão para investigar sonegação e por outro lado ele próprio foi condenado por sonegar, ainda que seja informações.

Max tem um prazo de 60 dias para recolher a multa após a notificação. O valor será destinado ao Fundo de Reaparelhamento e Modernização do Tribunal de Contas.

Leia também:  Reginaldo deixa a Câmara e Thiago Muniz retorna na próxima semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.