Moradores do bairro Estrela Dalva - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Moradores do Bairro Estrela Dalva – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Os moradores do bairro Estrela Dalva já criaram o hábito de pagar para limpar um terreno público praticamente abandonado, localizado na esquina da avenida Daniel Clemente com a rua Goiás em Rondonópolis.

O morador Ademir Mendes afirma que o espaço é utilizado como depósito de lixo de muitas pessoas. “O mau cheiro toma conta do bairro. É uma vergonha, estamos praticamente na região central da cidade. Insetos também proliferam, sem falar dos usuários que aproveitam a falta de iluminação para usufruir do terreno” desabafa.

Terreno - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Terreno – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

O esposo da moradora Sônia Maria, por exemplo, já pagou para limpar um pedaço do espaço, por pelo menos três vezes. A casa da moradora fica localizada em frente do terreno, onde mora também uma idosa de 76 anos. “Tivemos que pagar. Cada limpada sai em torno de R$ 80 a R$ 100. Não posso deixar o mato tomar conta da nossa visibilidade” pontua Sônia.

Leia também:  Supera - Ginástica Cerebral inaugura novo espaço em Rondonópolis

Os comerciantes que moram na região também sentem dificuldades em relação principalmente a segurança. “Meu comércio já foi assaltado quatro vezes. Os assaltantes aproveitam para esconder no mato” explica o comerciante que não quis se identificar por questão de segurança. Ele ainda diz que sempre paga para limpar uma parte do terreno que fica localizado em frente ao estabelecimento, em forma de tentar amenizar o problema. “A última vez paguei R$ 200” finaliza o comerciante.

Terreno sevindo de deposito de lixo no Bairro Estreva Dalva
Terreno servindo de deposito de lixo. Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

 

 

 

RESPOSTA PREFEITURA

Em resposta, a assessoria da prefeitura de Rondonópolis informou que o terreno pertence ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), sendo uma área de segurança das alças do viaduto que devem ser gramadas.

Leia também:  CRAS realizará atividades em comemoração ao Dia do Idoso

Ainda conforme a assessoria, o local onde os moradores moram, pertence a uma área de ocupação irregular e que no local passa coleta de lixo não havendo necessidade dos populares utilizar o espaço como depósito de entulho.

RESPOSTA DNIT

Em contato com a empresa, fomos informados que a área não pertence mais ao DNIT, sendo o terreno um Patrimônio da União do estado.

RESPOSTA ESTADO

A assessoria de Infraestrutura e Logística do Governo do Estado de Mato Grosso – MT, informou que o responsável pela área é o Instituto de Terras de Mato – Grosso (Intermat). A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a empresa, porém, sem resposta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.