Presidente do bairro, Guiomar Rossini Lopes - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Presidente do bairro, Guiomar Rossini Lopes – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Moradores dos bairros Belo Horizonte, Jardim Novo Horizonte, Parati e Cidade Salmen foram até a sessão da Câmara nesta quarta-feira (22), para pedir o apoio dos 21 vereadores na luta que eles vêm enfrentando para que o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps) não seja instalado no bairro.

De acordo com a presidente do bairro, Guiomar Rossoni Lopes, o local onde já inclusive deu início aos trabalhos de construção, fica próximo a uma creche e uma escola de ensino fundamental, além do bairro ter em sua maioria moradores idosos que ficam sozinhos em casa. “As pessoas que participam do Caps ainda estão em tratamento e por isso podem não estar prontas para conviver com crianças, além de que vão ficar com mais frequência no bairro trazendo riscos aos moradores” disse ela.

Leia também:  Vereador Thiago Silva viabiliza tratores e caminhão para a zona rural

Um abaixo assinado está sendo realizado por moradores.

O vereador Adonias Fernandes (PMDB), usou a Tribuna para defender os moradores quanto a construção da obra.  Ele afirmou que eles deveriam ter sido consultado antes sobre a construção ou não no bairro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.