Mato Grosso produziu 8,3% a menos de carne bovina em 2014 em comparação com 2013. Foram 1,32 milhão de toneladas de carne. Mesmo com a redução o Estado ainda se mantém na liderança nacional do setor.Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Conforme os economistas do Instituto, ao dividir a quantia de carne proveniente de machos pelo número de machos abatidos, observa-se um aumento de 10,8% no peso da carcaça por cabeça de macho nos últimos 10 anos, chegando a 18,[email protected]/cabeça. Lembrando que esta categoria representa 64,4% do total de carne produzida em Mato Grosso.

Por outro lado, o Instituto conclui que isso não significa necessariamente bois com maior peso vivo, tendo em vista que um animal mais bem acabado resultará em um maior rendimento de carcaça, impactando positivamente nessa maior produtividade. Para isso, fatores “dentro da porteira” são fundamentais e cabe a cada produtor propiciar a melhor condição ao animal, extraindo cada vez mais lucratividade de seu rebanho.

Leia também:  Mesmo com aumento maior, mulheres ainda ganham menos que os homens
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.