Obra de duplicação - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Obra de duplicação – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

O segmento de 22,7 Km duplicados da BR-163 que liga o município de Rondonópolis ao Terminal de Cargas da América Latina Logística (ALL) foi apresentado na manhã desta terça-feira (28) pela Concessionária Rota do Oeste, responsável pela duplicação, manutenção, conservação e pelo Sistema de Atendimento ao Usuário da BR-163 em Mato Grosso. O trabalho no trecho é realizado em parceria com a construtora Odebrecht Infraestrutura.

A partir da próxima semana o tráfego de veículos na região será realizado pela nova pista, enquanto a pista original é restaurada.

A duplicação da via tem como objetivo atender a demanda de representantes do agronegócio e de municípios da região proporcionando mais segurança aos usuários e agilidade ao escoamento da produção mato-grossense.

Leia também:  Mais de 900 vagas de emprego anunciadas pelo Sine, 91 são para Rondonópolis

O diretor-geral da Rota do Oeste, Paulo Meira Lins, ressalta que a rodovia será controlada com 500 câmeras de monitoramento. “Com os monitoramentos na obra vamos contribuir com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e com o governo, mantendo tudo no controle” ressalta Paulo.

Os trabalhos na construção da nova pista envolveram aproximadamente mil pessoas, 295 máquinas e a instalação de duas usinas. Ao todo, 2,9 mil pessoas atuam nas obras de transformação da rodovia e mais de 700 máquinas estão mobilizadas.

Diretor de contrato da Odebrecht, Danilo Ribeiro - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Diretor de contrato da Odebrecht, Danilo Ribeiro – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

O diretor de contrato da Odebrecht, Danilo Ribeiro, explica que a duplicação foi um desafio do ponto de vista técnico. “O desafio esteve em iniciar os trabalhos trazendo recursos para as obras. A pista está na responsabilidade da construtora Odebrecht durante 30 anos, portanto, a obra atente toda a demanda com qualidade” pontua o diretor.

Leia também:  Reunião entre Prefeitura e autoridades discute duplicação da BR-163
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.