Um homem acusado de engravidar a filha de 15 anos teve o mandado de prisão temporária cumprido, na quarta-feira (08), em Poconé. O preso, Alan da Silva, 62 anos é acusado de manter relações sexuais com as filhas de 15 e 13 anos.

As investigações iniciaram após uma denúncia feita ao Conselho Tutelar de que a menor de 15 anos estaria grávida do próprio pai. Em checagem da informação, ficou constatado que o suspeito morava com as filhas de 13 e 15 anos e um menino de 6 anos. Segundo as informações, a mãe das meninas estaria no Rio Grande do Sul.

Questionada sobre a gravidez, a adolescente não quis falar sobre o assunto. Durante as investigações, foi descoberto que o menino é filho do suspeito com a enteada, hoje com 22 anos, mas que também sofreu abusos quando menor. O Conselho Tutelar fez a denúncia ao Ministério Público que representou pela prisão temporária do suspeito, expedida pela Justiça.

Leia também:  Durante discussão, homem é esfaqueado em frente a Albergue

No final da tarde de quarta-feira (08), a polícia localizou o suspeito na sua residência, no bairro Dom Pastor, em Poconé, e deu cumprimento ao mandado de prisão.

Há doze dias, a adolescente teve o bebê, que nasceu com problemas de formação e está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em um hospital em Cuiabá.

O delegado de Poconé, Olímpio da Cunha Fernandes Junior, disse que durante o período em que o suspeito estiver preso, exames devem ser feitos para comprovação da paternidade. “Se der positivo, a prisão temporária deve ser convertida em prisão preventiva”, explicou.

Participaram da prisão, o chefe de operações Ednel e o investigador Tiago Augusto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.