A greve dos servidores da Educação do município de Pedra Preta (30 km de Rondonópolis) continua. Ontem (13) foi realizada uma assembleia entre a categoria para analisar uma tabela enviada pela Prefeitura, porém, os servidores não conseguiram entender e analisar o documento.

“Eles ficaram de enviar a tabela para análise na quinta, mas só enviaram ontem. O tempo não foi suficiente para análise. Estaremos enviando de volta” explica a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público do Mato Grosso, Altiva de Souza Rocha.

A presidente ainda ressalta que a categoria irá enviar hoje (14) um pedido para Secretaria de Educação, solicitando uma reunião para que expliquem o documento. “Queremos que deixem claro e esclareçam a tabela” explica Altiva.

Leia também:  Setrat atende pedido de vereador e sinaliza escolas da cidade

Ainda conforme a presidente, a Câmara tem até sexta-feira (17) para analisar o parecer do documento. “Caso a Cãmara aprove, retornaremos na próxima semana” pontua.

ENTENDA

Desde o dia 05 de março, funcionários aderiram à paralisação para reivindicar reajuste salarial compatível com o piso nacional de R$ 1.917, a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) com as demandas da categoria, jornada única de 30h de trabalho, melhorias na infraestrutura das escolas, entre outras.

Com a greve cerca de mil alunos estão sem aulas em quatro escolas municipais de Pedra Preta.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.