Retrato falado do estuprador  - Foto: reprodução
Retrato falado do estuprador – Foto: reprodução

As Delegacias Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá e Várzea Grande continuam em buscas ao homem suspeito de estuprar quatro mulheres e uma criança, nas duas cidades. Diversas denúncias estão sendo averiguadas todos os dias, mas até o momento nenhuma informação checada pelos policiais foi procedente.

Nas duas delegacias, desde a semana passada, não houve nenhum outro registro de vítimas do suspeito, Herley Nascimento dos Santos. Ele é foragido da Justiça de Manaus (AM), pelo estupro de 23 mulheres na capital daquele estado, além de roubos e um suposto homicídio, praticados em 2012. O criminoso também é procurado em Rondônia por estupros e roubos praticados em Porto Velho (RO), cometidos no ano de 2009.

O estuprador está com mandado de prisão decretado nos estados do Amazonas e Rondônia e também teve a prisão requisitada à Justiça de Mato Grosso, pelos crimes praticados em Cuiabá e Várzea Grande. Os pedidos foram feitos pelas Delegacias da Mulher a comarca das duas cidades.

Leia também:  Acorizal | Dupla é presa durante ação integrada da Polícia pelo crime de furto

A delegada Defesa da Mulher de Cuiabá, Jozirlethe Magalhães Criveletto, assegurou que todas as denúncias estão sendo checadas, mas muitas estão sem fundamentos. Para a delegada, o suspeito é uma pessoa com características comuns e pode facilmente ser confundido. “Os traços dele é muito comum e as pessoas estão amedrontadas. Pode ser confundido facilmente”, salienta.

O delegado Claúdio Alvares Sant’Ana, adjunto da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Idoso, de Várzea Grande, disse que estão checando todas as denúncias feitas em Várzea Grande. “Temos recebidos mais de 10 denúncias, por dia, e nenhuma até agora levou a prisão do suspeito”, disse.

Para os dois delegados, o criminoso é tem como principal crime o roubo, até mesmo por integrar uma quadrilha de assaltante, e o estupro como crime secundário, que pratica sozinho por puro prazer. “Acreditamos que para angariar dinheiro pratica o roubo e o estupro para prazer dele”, acrescenta a delegada Jozirlethe.

Leia também:  Integrante de quadrilha que aplicava golpes em locadoras de veículos é preso em MT

As duas delegacias também informam que não há relação de envolvimento do suspeito nos crimes ocorridos nos últimos dias, como a morte de uma mulher encontrada na região da Praia Grande, em Várzea Grande. O corpo da mulher ainda não foi identificado, pois ela não tem identidade expedida em Mato Grosso.

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) trabalha com hipótese de ser uma garota de programa e o crime estar relacionado ao um desacordo com cliente.

Casos

O suspeito é investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, que apura dois estupros confirmados e uma 3ª vítima que ainda não representou contra o suspeito na Polícia Civil. As investigações iniciaram no dia 23 de março com denúncias de estupros cometidos nas região do bairro Dr. Fábio, em Cuiabá, onde o suspeito teria tentado contra outras mulheres, mas sem sucesso nas abordagens.

Leia também:  Quadrilha mantém caminhoneiros como reféns e roubam carga de 26 toneladas de farinha de trigo em Rondonópolis

Em Várzea Grande, o maníaco cometeu estupro contra uma menina de 11 anos, no bairro Jardim Glória, e uma mulher de 33 anos, no bairro Jardim Lion. Os dois casos estão com a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso, que já ouviu as duas vítimas.

O retrato falado foi encaminhado para as unidades de fronteira, assim como para Polícia Rodoviária Federal, aeroporto e rodoviária. Denúncias podem ser feitas no 197, da Polícia Civil ou nas duas delegacias. Em Cuiabá no fone 3901-5326/5342 e em Várzea Grande no fone 3685-1236.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.