Três pessoas envolvidas em um homicídio foram presas pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (27.04), em Guarantã do Norte (715 km ao Norte). Os acusados Luiz Carlos de Lima, 25, Luciano de Lima, 19, e Hrana Karla Lopes, 20, são apontados como autores do homicídio que vitimou Antonio Fernandes da Silva.

As investigações iniciaram no final do mês de março, quando após quatro dias desaparecido, o corpo da vítima foi encontrado boiando com sacos de pedras amarrados no pescoço e nos pés, em um rio que passava por dentro de sua propriedade, no município de Novo Mundo (785 km ao Norte).

Durante o levantamento de informações, policiais da Delegacia de Guarantã do Norte receberam uma denúncia que apontava os irmãos Luiz Carlos e Luciano como suspeito do crime. Os acusados estavam ocupando um barraco, cedido pela vítima em seu seu sítio, para a prática de extração e madeira.

Leia também:  Família é trancada em banheiro, tem carro roubado e abandonado em Rondonópolis

Com base nas apurações, foi representado pelo mandado de busca e apreensão domiciliar cumprido na região da “Linha do Guerreiro”, em Novo Mundo. Durante as buscas, o suspeito Luciano foi detido em posse de uma espingarda calibre 28, utilizada para render a vítima.

Questionado o suspeito indicou o local em que seu irmão estava morando no município de Guarantã do Norte. Na casa do suspeito, policiais localizaram vários utensílios domésticos roubados da vítima. A acusada, Hrana, companheira de Luiz Carlos foi detida e confessou a sua participação e no crime.

A acusada contou que eles abordaram a vítima utilizando a espingarda calibre 28. O proprietário do sítio foi amarrado e levado próximo ao rio, onde foi atingido com um golpe de faca pelo acusado Luiz Carlos. Após a ação, os acusados amarraram as pedras no corpo da vítima e jogaram no rio com a intenção de ocultar o cadáver.

Leia também:  Após arrombamento em loja, PM detém acusados por furto de 96 celulares

Ainda segundo a suspeita, eles subtraíram objetos e o veículo da vítima para simular que o homicídio teria acontecido durante um roubo. De acordo com as investigações, o crime foi motivado pelo fato da vítima constantemente assediar Hrana enquanto ela estava em seu sítio.

O veículo da vítima foi abandonado pelos suspeitos em um córrego em uma estrada entre os municípios de Guarantã do Norte e Novo Mundo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.