Dois suspeitos de homicídio qualificado e ocultação de cadáver foram presos pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (09), em Barra do Bugres. Os acusados A. O. S., 20, e O. S. B., 20, foram presos em cumprimento de mandado de prisão temporária, suspeitos de envolvimento na ação criminosa.

O crime aconteceu no dia 14 de dezembro de 2013 em uma residência no Bairro Maracanã, no município. No local, havia várias pessoas ingerindo bebida alcoólica e após uma discussão a vítima de 23 anos foi violentamente agredida com 38 facadas e ainda teve o pescoço quebrado.

O corpo da vítima foi retirado da casa e arrastado por mais de 30 metros até ser abandonado, próximo a uma esquina. Na época do crime, um adolescente de 17 anos confessou ter sido o único autor das facadas. O menor ainda disse que sozinho arrastou o corpo, lavou o local do crime e retirou a motocicleta da vítima da residência.

Leia também:  Moradores ouvem gritos de socorro e impedem fuga de ladrão

Durante as investigações, diversas pessoas foram ouvidas e várias contradições foram constatadas. Especialmente nas oitivas das testemunhas que estavam na residência no momento do homicídio, onde foram apontados vários de indícios da participação de outras pessoas no crime.

Diante das informações colhidas durante as oitivas, o delegado João Paulo Praisner representou pela prisão temporária dos suspeitos, que foi expedida pela Justiça e cumprida na quinta-feira (09), pela equipe de investigadores da Delegacia de Barra do Bugres.

“Nos próximos 30 dias, prazo da prisão temporária, iremos apurar a real participação dos suspeitos na execução dos crimes, tanto de homicídio, quanto da ocultação de cadáver”, disse o delegado.

Leia também:  Por ciúmes, ex-marido mata mulher grávida a facadas e confessa crime
Advertisements
COMPARTILHAR
Artigo anteriorDiversidade
Próximo artigoPontualidade inglesa

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.