Não há previsão para a reintegração de posse do edifício Hilton Santos, no Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro, ocupado desde terça-feira por famílias sem-teto. A reintegração foi determinada ontem (9) pela Justiça, atendendo a pedido do Clube de Regatas do Flamengo, proprietário do imóvel, junto com o Grupo EBX, do empresário Eike Batista, que arrendou o edifício em 2013.

De acordo com a Polícia Militar, ainda não há informações de quando será feita a reintegração de posse. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro não fixou prazo para que as famílias deixem o prédio, mas determinou que a Polícia Militar, a Guarda Municipal e as secretarias de Assistência Social e de Direitos Humanos agendem uma data para que os ocupantes deixem o prédio de forma segura.

Leia também:  Policial inconformado com fim de relacionamento agride ex-namorada no meio da rua

O edifício de 17 andares, que foi a sede do Clube de Regatas do Flamengo, está localizado no Morro da Viúva, com vista para a Baia de Guanabara e para o Parque do Flamengo, em uma área nobre do bairro. O prédio foi arrendado em 2013 pela empresa de Eike Batista para a implantação de um hotel, que deveria ficar pronto até este ano, mas desde então está abandonado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.