Teve início na noite desta segunda feira (13) a série de oficinas setoriais que serão realizadas até o próximo sábado, para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico – PMSB. A primeira oficina aconteceu na Associação de Moradores do Bairro Jardim Iguaçu. Mais de 90 pessoas do bairro e região compareceram à reunião.

O Plano Municipal de Saneamento Básico é uma realização da Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis – Sanear e a empresa especializada DRZ, vencedora da licitação integra o Comitê Executivo responsável pela elaboração do plano.

“Vamos ouvir a sociedade, de forma bem democrática. Fizemos essa primeira reunião aqui no Iguaçu, para atender esta região. Mas, vamos fazer até sábado (18) outras cinco oficinas setoriais, cada dia em uma região diferente da cidade, para discutir e levantar sugestões da população para a elaboração do Plano de Saneamento, conforme orientação do prefeito Percival Muniz”, explica o diretor geral do Sanear, Themis de OIiveira.

Ele ressalta que com a construção coletiva deste instrumento de planejamento, o prefeito Percival Muniz está investindo na melhoria da gestão dos serviços e na implantação de uma política de saneamento, que visa a universalização e melhoria dos serviços de água, esgoto, drenagem e resíduos sólidos, para garantir um desenvolvimento sustentável e qualidade de vida à população.

Leia também:  Avenida Cuiabá será bloqueada no domingo (11) para obra do Sanear

Várias Etapas

Themis conta, ainda, que este trabalho de elaboração do plano segue um cronograma com várias etapas, passando, por exemplo, pelo levantamento da situação na cidade, definição de programas e ações, organização de uma base de dados, até a divulgação do PMSB e a aprovação na Câmara de Vereadores.

“É um estudo que vislumbra 20 anos de planejamento e investimentos em Rondonópolis. Esse plano tem importâncias significativas e, após ouvir a população, se tornará uma minuta de lei, para ser enviada e votada na Câmara, com intuito de virar uma Lei Municipal. Portanto, quando isso acontecer, o município terá um instrumento de planejamento de ações, estabelecendo diretrizes e metas para a prestação dos serviços públicos nas áreas de tratamento e distribuição de água, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem urbana”, assinala Themis.
O coordenador do Comitê Executivo, por sua vez, Efrain Alves, ressalta a importância desse momento inicial de discussão com a comunidade, já que não há ninguém melhor para verificar sua localidade, que o próprio morador. “Esse olhar local traz uma capacidade de visão da realidade para todos os envolvidos no plano, tanto técnicos, quanto moradores”, disse.

Leia também:  Santa Casa de Rondonópolis volta a atender depois de 13 dias em greve

Na oficina realizada nesta segunda no Iguaçu a equipe da RDZ fez a apresentação aos presentes sobre o trabalho que será desenvolvido para a elaboração do plano. Aplicou-se, também, um questionário aos moradores, que se reuniram em grupos, divididos por comunidades, para apontarem as demandas e as sugestões, pelas quais a RDZ vai elaborar o diagnóstico e prognóstico para o saneamento de cada bairro/distrito.

O aposentado Aparecido Gonçalves (68), que há 26 anos mora no Jardim Iguaçu, elogiou a iniciativa de levar esta discussão para bairros e que a elaboração do Plano de Saneamento com a participação social é de fundamental importância. “Muito bom isso. A gente entende que para que tenha uma execução, tem que antes, haver discussão com a comunidade e a elaboração de um projeto”, frisou.

Leia também:  Novo convênio garante descontos diferenciados para associados ACIR

Próxima oficina

Para esta terça-feira (14), está marcada a segunda oficina setorial, na sede da União da Associação de Moradores de Bairros da Região Salmen – Unisal, no Parque Universitário, a partir das 18h30. Esse segundo encontro é destinado aos moradores da grande região Salmen.

Veja abaixo a programação das outras oficinas:

15/04 Centro Comunitário São José Operário
Av. Bandeirantes, nº 5.526 – Vila Operária, às 18h30;
16/04 Associação dos Moradores do Bairro Cidade de Deus
Rua 1, Casa 132, Quadra 02 – Cidade de Deus I, às 18h30;
17/04 Escola Municipal Frei Milton
Rua Sabará, nº 588 – Vila Rica, às 18h30
18/04 Centro Comunitário do Distrito de Boa Vista – Rua Getúlio Vargas, às 9h.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.