As rodovias de Mato Grosso devem ser bloqueadas a partir das 00h, desta quinta-feira (23) nos municípios de Rondonópolis, Tangará da Serra, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Essa foi a decisão do movimento de caminhoneiros que após uma reunião que ocorreu na tarde de hoje (22) com representantes do Ministério dos Transportes, em Brasília.

O Governo Federal tinha até a data de hoje para apresentar uma proposta a respeito da tabela do frete mínimo, que estabelece um preço base para o transporte de mercadorias, o que não ocorreu.

O movimento deve ocorrer também em outras cidades do país.

Pela manhã, em entrevista ao site AGORA MT, o presidente do Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso – MT, Roberto Costa, fez um alerta que com a greve decretada, o Sindicato não iria fornecer água e nem alimento para os caminhoneiros como ocorreu no último protesto. “Desta vez, não iremos fornecer nada. Nem água, nem comida. O caminhoneiro deve ficar consciente disso. Se não estiver preparado fique em casa, pois vão ficar parados na estrada” afirma.

Leia também:  Morre Eloy Prata, pioneiro de Rondonópolis

PRF

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondonópolis, Luiz Carlos, afirmou que foi informado que em Rondonópolis, o bloqueio deve ocorrer por volta das 6h desta quinta-feira. “As empresas já estavam de sobreaviso que isso poderia ocorrer, então pararam os seus caminhões, por isso o movimento hoje nas rodovias foi bem menor, acredito que se fechar em todos os locais, não haverá tumultos em Rondonópolis”, diz Luiz Carlos.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.