Professor Ruberval ministra aula de natação
O educador físico Ruberval Volpe passando as coordenadas durante a aula – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

As piscinas estão cada vez mais disputadas, não apenas pela natação, mas por outras atividades aquáticas. Exercita-se dentro da água é uma atividade física eficiente e segura para qualquer idade, devido ao baixo risco com relação a lesões e tem sido recomendada por fisioterapeutas e ortopedistas.

Exercícios sendo desenvolvido com 'espaguetes' - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Exercícios sendo desenvolvido com ‘espaguetes’ – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Conforme o educador físico há 29 anos, Ruberval Volpe, dentro da piscina, a ação da gravidade diminui e há a redução do peso corporal. Em média a temperatura da água da piscina é de 32º C.

Os exercícios realizados dentro da água promovem o fortalecimento da musculatura, ativa a circulação, modela o corpo, ajuda na perda de peso, melhora o sistema cardiorrespiratório, entre outros.“A atividade ainda entrosa as pessoas socialmente e livra da depressão, ansiedade e estresse, ” revelou o educador físico.

Leia também:  Compare acerola e pitanga
Janete Araújo disse que procurou a atividade aquática por uma questão de bem-estar - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Janete Araújo disse que procurou a atividade aquática por uma questão de bem-estar – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Para Janete Pradela Alves Araújo, 64 anos, a atividade foi escolhida inicialmente por uma questão de bem-estar. “Eu amo água, faz bem para o corpo e para a minha alma, ” contou.

Ela ainda contou que sofria com a obesidade e que após fazer uma cirurgia para redução de estômago, foi aconselhada a escolher uma atividade física e encontrou a água como uma importante aliada. “Eu pratico a hidroginástica três vezes por semana, assim tenho melhor resultado”, disse a aluna.

Dona Célia Maria de Paula praticando exercício - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Dona Célia Maria de Paula praticando exercício – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

De acordo com o educador físico, Ruberval Volpe, 49 anos, a maioria das pessoas que procuram a academia de natação sofrem com estresse, ansiedade, depressão, obesidade, dores. Na maioria, as pessoas acima de 30 anos são as que mais procuram as atividades aquáticas.

Leia também:  Em uma década, a taxa de obesidade aumentou 60% entre os brasileiros

A hidroginástica por ser uma atividade de baixo risco com relação às lesões, é mais popular entre pessoas da 3ª idade, devido ao baixo impacto.

Célia Maria de Paula, 68 anos, se tornou adepta da hidroginástica há cerca de 12 anos, e atualmente pratica a atividade três vezes por semana. “Eu sentia muitas dores pelo corpo e por uma indicação do médico comecei a frequentar as aulas, ” relatou.

O educador ainda revelou que uma pessoa que pratica uma atividade aquática, dependendo da intensidade  pode perder de 400 a 500 calorias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.