A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) confirmou as marcas mínimas exigidas para inscrever os brasileiros nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. A entidade repetiu a postura utilizada para o Mundial de Pequim deste ano e adotou os índices estabelecidos pela IAAF (Federação Internacional de Atletismo), apenas determinando um período mais curto de obtenção das vagas. Deste modo, nove brasileiros já alcançaram as marcas para integrar a delegação olímpica em 2016. Além deles, o atletismo verde-amarelo também garantiu a classificações dos quatro revezamentos durante o Mundial de Revezamentos das Bahamas, no último fim de semana.

Clique e veja os índices para o Rio 2016

– Os nossos critérios são claros, não há nada adicional, valem os índices da IAAF e ponto final. Como não temos vantagem por ser sede dos Jogos, não foram criados critérios adicionais. Qualquer atleta do Brasil tem que obter os índices da IAAF – disse Martinho Nobre dos Santos, superintendente técnico da CBAt.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Para as provas de rua (maratona e marchas), as combinadas (decatlo e heptatlo) e os 10.000m, o período de classificação começou no primeiro dia do ano, e nove brasileiros conseguiram os índices: Caio Bonfim e Érica Sena nos 20km de marcha atlética, Mário José dos Santos nos 50km de marcha, e os maratonistas Marilson Gomes dos Santos, Solonei Rocha, Gilberto Lopes, Adriana Aparecida, Marily dos Santos e Sueli Pereira Silva.

Na última sexta-feira, foi dada a largada para a busca de índices nas outras provas para a IAAF, só que os brasileiros precisarão esperar pelo dia 1º de outubro para suas marcas serem validadas no ranking olímpico. Por exemplo, as lançadoras de disco Andressa Oliveira e Fernanda Borges alcançaram o índice olímpico no último fim de semana, mas terão de repetir o feito entre 1º de outubro e 5 de julho para ir ao Jogos.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

Os brasileiros com índice ainda não estão garantidos no Rio 2016, já que há um limite de três atletas por delegação por prova e eles ainda podem ser ultrapassados no ranking nacional até o encerramento do período de obtenção de índices, que varia de 6 de maio de 2016 a 5 de julho de 2016 dependendo da prova.

Com a classificação dos quatro revezamentos, a delegação brasileira de atletismo já tem 29 atletas, considerando que cada quarteto de revezamento terá um reserva – a CBAt pode aumentar esse número para dois reservas por revezamento.

brasileiros com índices para o rio 2016

Marilson Gomes dos Santos – maratona
Solonei Rocha – maratona
Gilberto Lopes – maratona
Caio Bonfim – 20km de marcha atlética
Mário José dos Santos – 50km de marcha atlética
Adriana Aparecida – maratona
Marily dos Santos – maratona
Sueli Pereira Silva – maratona
Érica Sena – 20km de marcha atlética

Leia também:  Brasil joga primeira partida do Grand Prix em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.