A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) confirmou as marcas mínimas exigidas para inscrever os brasileiros nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. A entidade repetiu a postura utilizada para o Mundial de Pequim deste ano e adotou os índices estabelecidos pela IAAF (Federação Internacional de Atletismo), apenas determinando um período mais curto de obtenção das vagas. Deste modo, nove brasileiros já alcançaram as marcas para integrar a delegação olímpica em 2016. Além deles, o atletismo verde-amarelo também garantiu a classificações dos quatro revezamentos durante o Mundial de Revezamentos das Bahamas, no último fim de semana.

Clique e veja os índices para o Rio 2016

– Os nossos critérios são claros, não há nada adicional, valem os índices da IAAF e ponto final. Como não temos vantagem por ser sede dos Jogos, não foram criados critérios adicionais. Qualquer atleta do Brasil tem que obter os índices da IAAF – disse Martinho Nobre dos Santos, superintendente técnico da CBAt.

Leia também:  União tem estreia contra o Dom Bosco confirmada

Para as provas de rua (maratona e marchas), as combinadas (decatlo e heptatlo) e os 10.000m, o período de classificação começou no primeiro dia do ano, e nove brasileiros conseguiram os índices: Caio Bonfim e Érica Sena nos 20km de marcha atlética, Mário José dos Santos nos 50km de marcha, e os maratonistas Marilson Gomes dos Santos, Solonei Rocha, Gilberto Lopes, Adriana Aparecida, Marily dos Santos e Sueli Pereira Silva.

Na última sexta-feira, foi dada a largada para a busca de índices nas outras provas para a IAAF, só que os brasileiros precisarão esperar pelo dia 1º de outubro para suas marcas serem validadas no ranking olímpico. Por exemplo, as lançadoras de disco Andressa Oliveira e Fernanda Borges alcançaram o índice olímpico no último fim de semana, mas terão de repetir o feito entre 1º de outubro e 5 de julho para ir ao Jogos.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

Os brasileiros com índice ainda não estão garantidos no Rio 2016, já que há um limite de três atletas por delegação por prova e eles ainda podem ser ultrapassados no ranking nacional até o encerramento do período de obtenção de índices, que varia de 6 de maio de 2016 a 5 de julho de 2016 dependendo da prova.

Com a classificação dos quatro revezamentos, a delegação brasileira de atletismo já tem 29 atletas, considerando que cada quarteto de revezamento terá um reserva – a CBAt pode aumentar esse número para dois reservas por revezamento.

brasileiros com índices para o rio 2016

Marilson Gomes dos Santos – maratona
Solonei Rocha – maratona
Gilberto Lopes – maratona
Caio Bonfim – 20km de marcha atlética
Mário José dos Santos – 50km de marcha atlética
Adriana Aparecida – maratona
Marily dos Santos – maratona
Sueli Pereira Silva – maratona
Érica Sena – 20km de marcha atlética

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.