Dono de quatro títulos mundiais, Acelino Popó Freitas está pronto para retornar aos ringues, aos 39 anos, com luta marcada para julho, em Santos, no litoral de São Paulo. Antes disso, porém, o mundo do boxe estará voltado apenas para um confronto, a “luta do século” entre Floyd Mayweather Jr contra Manny Pacquiao, no dia 2 de maio, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O pugilista brasileiro fez sua aposta para o duelo que reúne 18 títulos mundiais.

– Acho que Mayweather ganha por pontos, se o Pacquiao não nocautear. Ele (Pacquiao) é canhoto e sempre é difícil lutar contra, mas o Floyd é muito inteligente, difícil de se derrubar, e sabe muito bem fazer o seu jogo – diz.

Leia também:  MT | Inscrições para Circuito Estadual de Tênis encerram nesta segunda

Popó confessou que já fez convites de combate para os dois boxeadores, mas ambos recusaram. Lutando em categorias próximas ao do brasileiro, recentemente Pacquiao até aceitou o desafio, mas a luta não aconteceu por questões financeiras.

– Na época em que eu derrubava todo mundo, eles recusaram. O Pacquiao até aceitou, mas pra ele vir pro Brasil tinha que pagar 25 milhões de dólares. Aí é impossível – brinca Popó.

Popó começará a preparação para o seu retorno aos ringues no mês de junho, em Santos. Em 2015, o pugilista fará um cartel de três lutas sendo em julho, em Santos, setembro, em Belém, e por fim em dezembro, em Mato Grosso. A data e o adversário ainda não foram definidos, mas Popó acredita que enfrentará um argentino o que significa ser um bom sinal

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

– Gosto muito de bater em argentino – brinca o pugilista.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.