Com o fim do Campeonato Mato-Grossense, chegou a vez dos garotos mostrarem o potencial. O estadual sub-19 começa neste sábado, e a partida inaugural será entre Cuiabá e Dom Bosco, às 15h. Logo após este confronto, Mato Grosso e Mixto se enfrentam na rodada dupla, no estádio Dutrinha.

Ainda neste sábado estão marcados mais quatro jogos pela primeira rodada. Sinop e Luverdense duelam no Gigante do Norte, o União recebe o Primavera, em Rondonópolis, e o Poconé encara o Operário Várzea-Grandense, no estádio Neco Falcão. Todos estes jogos serão às 15h30. Fechando a primeira rodada, o Cacerense joga em casa contra o Ação no domingo, às 18h.

O estadual de base terá a presença de 14 times divididos em quatro grupos. Eles jogam entre si dentro das chaves em turno e returno. Os dois melhores de cada chave avançam às quartas de finais, que serão disputadas no sistema mata-mata até a final. O torneio vale duas vagas para a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016.
Confira os grupos

Grupo A – Grêmio Sorriso, Luverdense e Sinop
Grupo B – Primavera, Rondonópolis e União
Grupo C – Ação, Cacerense, Operário Várzea-grandense e Poconé
Grupo D – Cuiabá, Mato Grosso, Dom Bosco e Mixto

AÇÃO 

O clube formado em 2007 passou um tempo fora de ação. Porém, neste ano a equipe volta no estadual sub-19 na busca da vaga na Copa São Paulo. Para comandar os meninos, o coordenador Lorivom Rodrigues, mais conhecido como Liu, contratou o técnico Mosca. Para Liu, a experiência do ex-jogador e treinador dos grandes clubes de Mato Grosso, vai auxiliar os meninos a encarar as dificuldades da competição.

Os treinos acontecem no Bairro Ouro Verde, em Várzea Grande e começaram em janeiro, mas Mosca está com o time há um mês. O elenco é formado com atletas de norte a sul do estado, pois Liu ressalta o objetivo que é investir e valorizar os atletas de Mato Grosso. O clube conta ainda com uma estrutura de academia e alojamento próprios para dar condições de trabalho aos garotos da base.

CACERENSE 

O time fez boa campanha ano passado, quando foi vice-campeão do sub-19 do Mato-Grossense, perdendo na decisão para o Luverdense. Porém, para o estadual deste ano, o coordenador da base Manga Rosa, revelou que foi feita uma renovação e apenas 30% do grupo que disputou a Copa São Paulo em janeiro foi mantida. Por outro lado, muitos atletas vice-campeões pelo Fera da Fronteira do sub-17 ano passado irão reforçar a equipe.

O ex-preparador físico Willian Gabriel, o Foguinho, comandará a equipe que busca a vaga novamente na competição nacional. Com 60 dias de treinos, no estádio Geraldão, o Cacerense tem o trabalho mais longo entre os participantes do estadual, e Manga Rosa afirma que o time luta pelo título.

CUIABÁ

O Dourado entra no estadual de base com atletas da própria capital. Foi feita uma peneira há praticamente um mês no Bairro CPA 4, e escolhidos os jogadores que vão disputar o sub-19 pelo Cuiabá. A seleção e os treinos, que ocorrem no período da manhã são comandadas pelo Odair Júnior. O gerente de futebol Hugo Alcântara e o ex-atacante Moreno, também estão auxiliando o técnico.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

O trabalho começou há três semanas, no próprio CPA 4. Com foco total na equipe profissional, o Dourado não tem uma categoria de base formada, mas está dando o apoio para a competição, que pode levar o clube ao principal torneio de base do Brasil. Sem muito entrosamento, o objetivo é ir ganhando conjunto dentro do sub-19.

DOM BOSCO 

O Dom Bosco tem uma parceria com o Brasil Central para o Campeonato Mato-Grossense sub-19, utilizando a maioria dos jogadores e estrutura do clube. Alguns atletas de 18, 19 anos que disputaram o Mato-Grossense pelo Azulão da Colina, reforçam a equipe. A diretoria do time espera que o time se encaixe e que revele jogadores que possam ser usados no profissional.

Os jogadores treinam desde o início do mês para o torneio, que tem estreia marcada para o próximo sábado. O Dom Bosco joga contra o Cuiabá, às 15h, no Dutrinha. O responsável por comandar os garotos é o técnico Delrik, que já trabalha nas categorias de base do Brasil Central.

GRÊMIO SORRISO 

O clube é proveniente de uma escolinha de base conveniado com o Grêmio-RS desde 2006, instalado na cidade de Sorriso. Inicialmente o proprietário Irineu Zambiasi trabalhava apenas com atletas até 15 anos para mandar ao time gaúcho. Porém, neste ano ele criou o time e vai apostar nos times sub-17 e sub-19 também, para disputar os estaduais de base.

O treinador do time será Clayton Padilha, que comandará principalmente garotos de Sorriso e de cidades vizinhas. Para esta competição foi montada essa nova equipe, que vai estrear em uma competição oficial e Zambiasi espera fazer um bom papel.

LUVERDENSE 

O Luverdense disputa o sub-19 com a maioria dos jogadores que já estavam no time, alguns até remanescentes da participação da Copa São Paulo do início deste ano, reforçados de atletas de Lucas do Rio Verde e de outras cidades, que foram selecionados pelo clube para este estadual.

O objetivo do Verdão do Norte é conquistar o bicampeonato do Mato-Grossense, já que foi campeão em 2014, e garantir novamente a vaga na Copa São Paulo para o próximo ano. A equipe tem o ex-jogador Odil como treinador.

MATO GROSSO 

O Mato Grosso entra na competição com um trabalho contínuo com as categorias de base, durante toda a temporada. De acordo com o diretor do clube José Carlos, a equipe entra no sub-19 com a base do sub-17 do ano passado e mais alguns atletas que vieram de outros times da capital, como Mixto, Dom Bosco e Brasil Central.

Leia também:  Palmeiras assume a vice-liderança após vencer Grêmio fora de casa

Dentre os 14 times que estão na disputa, o Mato Grosso foi o clube que começou os trabalhos a mais tempo. Desde o começo do ano o técnico Flávio Luis, ex-goleiro, tem treinado o grupo de jogadores no campo da Codemat, em Várzea Grande. Esse período de treinos deve dar ao time um entrosamento maior em comparação aos adversários. A estreia está marcada para às 17h contra o Mixto, no Dutrinha.

MIXTO 

O Mixto fez uma parceria com a escolinha Gol de Placa, que tem convênio com o Corinthians. Foi feita uma seleção entre atletas da escolinha e da base do Alvinegro, para escolher os 30 jogadores que vão brigar pelo título do Mato-Grossense sub-19. Com a aposta em atletas da baixada cuiabana, o objetivo do Mixto é fazer um bom papel.

O técnico Eduardo Henrique volta a trabalhar no time, e afirma que vai buscar a classificação primeiro à segunda fase e depois pensar em ser campeão. Ele confia no trabalho que vem sendo feito há aproximadamente 15 dias, e lembra que outros clubes contrataram jogadores de fora, tornando a competição mais difícil. Os treinos acontecem no campo do Milionários, na capital. E a estreia está marcada para o sábado diante do Mato Grosso, às 17h, no Dutrinha.

CEOV 

O Operário Varzea-Grandense começou os treinamentos logo após o vice-campeonato do Mato-Grossense. O trabalho tem sido desenvolvido por Tingo Barbosa, que montou o time com atletas da casa, e ainda complementou com indicações de conhecidos do futebol local. Segundo ele, foi feito a avaliação de 40 meninos no mini estádio Dito Souza, e escolhidos 28 jogadores para a disputa do sub-19.

O objetivo principal do Chicotinho é buscar uma das duas vagas disponíveis ao estado da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016. A estreia será no sábado contra o Poconé, no estádio Neco Falcão.

PRIMAVERA 

Para o Primavera essa competição vai ser principalmente para preparar os jogadores para o futuro do time. Segundo Darcy Oberdan, diretor do clube, a ideia é garimpar atletas de Primavera do Leste e de cidades vizinhas como Campo Verde, Paratinga e Poxoréu, para compor o elenco profissional que deve voltar às atividades em 2016. A base dessa equipe sub-19, que disputa o estadual, será composta com os jogadores que disputaram o sub-17 de 2013.

Os treinamentos, comandados pelo técnico Mazeto, acontecem na sede do Primavera Esporte Clube, e conta com uma estrutura de campos, piscina, academia e um ônibus próprio para as viagens do time. O trabalho com a base começou há dois anos, e recebe meninos de 8 a 19 anos. Para manter os atletas em ação, o clube tem participado de competições de base de âmbito nacional.

POCONÉ 

Com apenas jogadores da cidade, o Poconé participa deste estadual sub-19 com a base que disputou o Mato-Grossense sub-17 do ano passado. O presidente Orivaldo Rondon, acredita em uma boa campanha do time, que fez bonito no campeonato estadual deste ano. Segundo ele, o time deve passar da primeira fase, mas não acredita em título por enquanto.

Leia também:  Derrota diante do Dom Bosco gerou prejuízo financeiro ao União

O técnico será Telê, que conhece os garotos da cidade e já conquistou um título pelo Cavalo Pantaneiro, o de campeão estadual sub-17, em 2013. O elenco foi montado pelo próprio treinador, que selecionou os melhores garotos de Poconé, e ainda recebeu os reforços de dois atletas que disputaram o Mato-Grossense profissional.

REC (RONDONÓPOLIS)

Como o REC tinha extinguido o sub-17 há dois anos, em função da falta de competições neste período, o time do sul do estado ficou de fora da disputa do Campeonato Mato-Grossense sub-19 do ano passado. Francisco Marino, presidente do Rondonópolis, garantiu que reconstruiu a categoria, e firmou uma parceria com uma empresa do Rio de Janeiro.

O treinador Vinicius foi indicado pelo grupo parceiro e trouxe a maioria dos atletas, que vieram do futebol carioca. O clube já começou os trabalhos, mas ainda aceita atletas para completar o grupo. A estreia só acontece na terça-feira diante do Primavera, fora de casa. O objetivo, segundo Marino, é voltar a disputar a Copa São Paulo, competição em que o REC fez história em 2012, ao chegar até às oitavas de finais. A última participação foi em 2014.

SINOP

O Galo do Norte quer ir longe na competição de base, e para isso buscou atletas de cidades vizinhas, como Feliz Natal, Guarantã do Norte, entre outras. Porém 90% do grupo é das escolinhas existentes em Sinop. Segundo o presidente do clube Agnaldo Turra o páreo é duro, porque na mesma chave estão Grêmio Sorriso e Luverdense.

Do título do sub-17 do ano passado, alguns remanescentes ficaram e se juntam aos garotos, que já jogam há três anos juntos. Mildo Luiz, o Carlinhos, será o técnico responsável para levar o Sinop ao título estadual sub-19. Turra afirmou que se o time passar da primeira fase com os pratas da casa, contratações devem ser feitas para as decisões.

UNIÃO RONDONÓPOLIS 

A quarta colocação ano passado no Mato-Grossense sub-19 mostrou a força do time do sul do estado nas categorias de base. Para este ano, o objetivo é conseguir a vaga na Copa São Paulo, e para isso o União conta com um trabalho feito há aproximadamente dois anos com a mesma base reforçado de jogadores de fora do estado, e que também já atuaram no time profissional.

Edson Lopes é o incumbido de conseguir o feito de levar o clube a maior competição de base brasileira, que o time de Rondonópolis não disputa desde 2013. Para o técnico, a ideia é fazer um bom trabalho para buscar uma das duas vagas à competição nacional.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.