O Centro de Operações de Emergência Nacional do Nepal elevou ontem (5) para 7.557 o número de mortes causadas pelo terremoto do dia 25 – o mais mortal do país em mais de 80 anos e que deixou 14.536 feridos.
As autoridades nepalesas advertiram, porém, que o balanço final deverá aumentar, pois as equipes de resgate começam a ter acesso às regiões mais remotas do país. O sismo também fez mais de 100 mortos na Índia e China.

As autoridades nepalesas informaram hoje que “um exército” de trabalhadores está finalmente conseguindo fazer chegar a ajuda aos sobreviventes do terremoto no Nepal.

Mais de 131,5 mil militares e policiais nepaleses participam atualmente da operação, apoiados por mais de 100 equipes de trabalhadores humanitários estrangeiros.

Leia também:  Executivo da Adidas é preso em esquema de corrupção nos EUA

O governo do Nepal tem sido alvo de críticas pelos atrasos na entrega de ajuda, situação que o Ministério do Interior afirmou estar atualmente sob controle.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.