Após uma semana de protestos com motivação racial em Baltimore, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta segunda-feira que os obstáculos enfrentados pelos homens que compõem as minorias desde o nascimento os colocaram em uma posição de ter “todas as probabilidades contra eles”.

Obama disse que homens negros e de origem latina sentem a desvantagem e creditou ao sentimento de frustração com suas vidas e oportunidades a intensidade dos protestos recentes ao redor do país.

Ele falou no Lehman College, no bairro nova-iorquino do Bronx, para anunciar o lançamento da My Brother’s Keeper Alliance, uma organização sem fins lucrativos que é um desdobramento da iniciativa da Casa Branca para aumentar as oportunidades para jovens que pertencem a minorias.

Leia também:  Rebelião em presídio deixa dezenas de feridos e mortos no México

“Esse sentimento de injustiça, impotência, pessoas que não escutam suas vozes, isso ajudou a dar combustível para protestos que vimos recentemente em lugares como Baltimore, Ferguson e bem aqui em Nova York”, disse Obama se referindo a protestos deflagrados após homens negros desarmados serem mortos pela polícia.

Obama afirmou que continuará a trabalhar com essa questão quando deixar a Presidência, num possível indicativo de um envolvimento futuro com a My Brother’s Keep Alliance.

“Enxergamos a nós mesmos nesses jovens”, disse Obama sobre si próprio e sobre os líderes da organização.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.