Ronda Rousey e o The Ultimate Fighter tiveram uma relação que deixou a campeã do UFC marcada. A exposição e as intrigas com a rival de longa data Miesha Tate não foram esquecidas pela norte-americana. Tanto que a sugestão para que ela participe mais uma vez do reality show de MMA foi rechaçada rapidamente.

Em entrevista ao MMA Fighting, Ronda garantiu que não vai participar de uma outra edição do TUF, e deixou claro que dinheiro não é o problema. E mesmo que isso signifique dizer não a um compromisso para enfrentar a brasileira Cris Cyborg.

“Eu nunca vou fazer um The Ultimate Fighter de novo. Todos no UFC, no TUF, todo mundo no planeta Terra sabe que eu nunca vou participar do show novamente, nem por todo o dinheiro do mundo”, sentenciou Ronda.

Leia também:  Atletas sub 16 de Rondonópolis participam de competição em Cuiabá

“Teriam de colocar uma arma na cabeça da minha irmã mais nova para eu fazer o reality show de novo”, adicionou.

Ronda Rousey foi ainda questionada sobre a possibilidade de enfrentar Cris Cyborg em um futuro próximo, e deu uma data para este aguardado duelo acontecer, antes de “desencanar” da brasileira.

“Pacquiao x Mayweather precisou de cinco anos para ser realizada. Nós estamos com cerca de três. Então, eu diria que manteria minhas esperanças até completar cinco, e depois disso continuaria com minha vida”, explicou a campeã peso galo.

Cyborg tem um pré-contrato para ser lutadora do UFC, mas precisa provar que pode descer de sua categoria original, pena (66 kg), para o galo (61 kg). A brasileira tem luta marcada contra Faith Van Duin, em julho, e só depois fará esta tentativa. Já Ronda encara Bethe Correia no Rio, em agosto, na primeira vez que o Brasil sediará uma disputa de cinturão feminino.

Leia também:  Mixto, Dom Bosco e Cacerense viram adversários diretos do União na Copa Federação
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.