Foto: Internet
Nem sempre perder peso significa emagrecer – Foto: Internet

A ideia da rápida perda de peso é tentadora. O problema é que acabamos caindo nas redes das dietas perigosas para a saúde. Segundo Andressa Heimbecher, endocrinologista, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), nem sempre perder peso significa emagrecer.

“O problema dessas dietas é que, muitas vezes, elas privam o organismo de vitaminas e sais minerais. A falta de substâncias como sódio, potássio, selênio, zinco, fósforo, cálcio e magnésio pode levar a problemas intestinais (cólicas, vômitos, diarreia) e até arritmias cardíacas graves.” Quando o regime é muito rígido, é quase impossível mantê-lo por muito tempo.

Não é raro que, pela má escolha da dieta, a pessoa volte a ganhar peso. “Quando há privações extremas, o cérebro entende que a pessoa está passando fome e lança mão de mecanismos hormonais para que ela passe a comer. É comprovado que quem perde peso muito rápido tende a ganhá-lo novamente, de forma mais rápida”, adverte a endocrinologista.

Leia também:  Como café, cigarro e álcool interferem na sua fertilidade
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.