agoramt-sema-apreensao-pescado2Devido a defasagem das diárias de viagens de fiscalização e vistoria, servidores da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), decidiram por meio de assembleia realizada esta semana paralisar a partir de quinta-feira (14) em todo o Estado, inclusive Rondonópolis.

A recomendação de paralisar o deslocamento para outros municípios já foi repassada aos órgãos de todo o Estado.

“Estamos reivindicando uma diária de R$250,00, equipamentos de proteção individual, carros adequados para a atividade a campo, seguro de vida para os servidores em viagem, pois somente existe para terceiros e um banco de horas para compensação de horário, pois o trabalho pode demorar vários dias e isso inclui feriados e finais de semana” afirma o presidente dos Servidores em Entidades Públicas de Meio Ambiente, Gilcelio Lima.

Leia também:  Ações na fronteira do Brasil com a Bolívia visam proteger rebanho mato-grossense

Ainda segundo o presidente, a revisão não acontece desde 2010 e o valor pago é de R$130, independente da distância e de quantos dias serão necessários.

Os servidores da Sema são responsáveis pela fiscalização da pesca e madeireira, vistoria para licenciamento e autorização das atividades, tais como: Manejo Florestal, Reflorestamento, Desmatamentos, Industria de base florestal, queima controlada, Empreendimentos Energéticos (PCH’s e UHE’s), abatedouro, frigoríficos, mineração, agropecuária, outorga, entre outras.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.