O ex-deputado José Riva (PSD) conseguiu deixar o Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), onde estava preso há mais de 100 dias. Apesar de ser solto, a juíza Selma Rosane (a mesma que o mandou prender) decidiu que Riva terá que usar uma tornozeleira eletrônica.

Antes de ser colocado em liberdade, Riva foi levado para o Fórum de Cuiabá, para colocar seu novo acessório. Apesar da tornozeleira não chamar tanto a atenção, porque pode ser coberta pela calça, o ex-deputado terá cada passo monitorado a partir de hoje.

A tornozeleira inclui um GPS para determinar a localização por satélite e um modem para transmissão de dados por sinal de celular. Todas as informações são passadas, em tempo real, para uma central de monitoramento que pode estar em qualquer lugar.

Leia também:  Valtenir ganha mais uma na briga pelo comando do PSB

Alguns presos da Operação Lava Jato, por exemplo, já usam o equipamento em prisão domiciliar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.