Gilvan Pereira da Silva, 68 anos, foi condenado ontem (17), a oito anos de reclusão pela morte de Ramon Gonzaga Dantas. O crime aconteceu em 21 de novembro de 2004.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, por volta das 13h na data do crime, o réu teria disparado vários tiros contra Ramon no pátio de um posto de combustível localizado na saída para Campo Grande. Ele era motorista na época.

Na sentença proferida pelo juiz responsável Wladymir Perri, foi fixada a pena base de 12 anos por homicídio qualificado, porém não havendo causa de aumento de pena e o condenado sendo réu primário a sanção definitiva foi de oito anos de reclusão, podendo o réu ainda o direito de apelar em liberdade.

Leia também:  Após fazer zigue-zague para fugir da Polícia, motoqueiro é preso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.