Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT
Secretário Paulo Taques recebe membros da instituição Maçônica Shriner – Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT

O secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, recebeu nesta quarta-feira (17.06) representantes do grupo Almas Shriners Internacional, para discutir a construção de um hospital ortopédico infantil em Cuiabá. Paulo Taques garantiu que o governo de Mato Grosso irá apoiar a construção do hospital, que terá atendimento totalmente gratuito e será executado pelo grupo em um terreno cedido em 2013 pelo Governo do Estado no Centro Político.

Segundo o presidente do Shrine Brasil Central, Genilto Nogueira, existem 23 hospitais Shrine no mundo, todos especializados em pediatria. A unidade de Cuiabá será a primeira da América Latina e a intenção é que o hospital seja mantido exclusivamente com doações. Para isso foi desenvolvido um projeto de financiamento, que prevê o plantio de árvores para cada doação realizada, contribuindo também para a preservação do meio-ambiente.

Leia também:  Veículos com mais de 18 anos serão isentos de IPVA a partir de 2018

Para Paulo Taques, este projeto é de fundamental importância pois irá garantir maior atenção às crianças de todo Estado. “Deixo aqui meu compromisso de apoiar este projeto que será referência no atendimento pediátrico. Este é um grande projeto solidário pois este será um hospital que não irá apenas oferecer a cura, mas sim transformar vidas”, afirmo.

A intenção do grupo é construir um hospital especializado em ortopedia e que posteriormente poderá abrir uma ala para tratamentos de queimaduras. O Instituto Green World For Children (GWC) irá coordenar as ações para aquisição de recursos para a construção do hospital. O projeto tem o propósito de oferecer a qualquer pessoa a possibilidade de doação aos hospitais Shriners para crianças, ajudando a preservação e recuperação do meio ambiente além de contribuir com as populações locais através do mecanismo de adoção de árvores. As doações podem ser realizadas pelo site: www.gwc.org.br .

Leia também:  Em MT, 35,20% dos candidatos do Enem 2017 perderam o 1° dia de prova
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.