Agência do HSBC em Rondonópolis - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Agência do HSBC em Rondonópolis – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Após o anúncio da venda das operações de varejo do HSBC no Brasil, o presidente do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis e Região Sul de Mato Grosso, Sebastião Tavares de Oliveira, afirmou ao Site AGORA MT, que apesar da mobilização estadual, os servidores de Rondonópolis não irão paralisar as atividades. Entretanto, a categoria compartilha da mesma expectativa, que é quanto ao futuro dos trabalhadores do HSBC.

Tavares é funcionário do HSBC e acompanha de perto a luta contra a demissão em massa e manutenção dos direitos trabalhistas, segundo ele, a expectativa está direcionada para o destino da organização financeira.

“A venda do HSBC para outras instituições continua sendo negociada. Para os funcionários, seria interessante se o Santander, por exemplo, comprasse, já que é uma agência que ainda não possui filiais no interior, isso evitaria uma possível demissão em massa”, argumentou ele.

Leia também:  Inscrições para expositores já estão abertas

HSBC
Por meio de nota à imprensa, o HSBC explica que o banco “está em processo de venda e não de encerramento de suas operações”. Ainda de acordo com o texto, o banco seguirá “operando normalmente e, mesmo após a venda, seguirá prestando serviços aos seus clientes”.

As mudanças do HSBC são parte de um plano de reestruturação para economizar entre US$ 4,5 bilhões e US$ 5 bilhões até 2017. O objetivo do banco é concentrar a atuação na Ásia, principalmente na China e na Índia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.