A juíza Selma Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, autorizou o pedido de busca e apreensão em um apartamento de luxo localizado na zona Sul do Rio, que está nos nomes dos filhos do ex-deputado estadual José Riva e da ex-secretária Janete Riva.

A decisão ocorreu após a magistrada concordar com a tese do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, (Gaeco) do Ministério Público (MP), de que existe a possibilidade de que o casal mantenha documentos e objetos no local que possa ajudar nas investigações.

Neste mês, a Justiça bloqueou os bens do casal, que somam 110 imóveis, incluindo o apartamento localizado em Copacabana, região de luxo do Rio de Janeiro.

Leia também:  Ex governador Silval Barbosa é solto após 21 meses

Conforme consta na decisão judicial, o fato do imóvel estar situado em outro estado, é um dos fatos que induzem que o casal possa manter documentos e objetos, inclusive que sirvam de provas para os autos.

A juíza também disse que acredita que o apartamento seria do casal e não dos filhos, conforme documentação acostada pelo MP, que descreve que Riva e Janete são os responsáveis por custear as despesas, as reformas, pela decoração e pelo imóvel. E que, ainda há, a possibilidade de o imóvel ter apenas a documentação lavrada em nome de terceiros para despistar.

A magistrada ainda relatou que durante a ‘Operação Ararath’, a Polícia Federal obteve êxito durante as buscas em locais referentes a Riva, o que reforça que o imóvel no RJ possa conter “documentos e objetos na composição da prova dos crimes imputados”.

Leia também:  Vereadores derrubam veto de Pátio e mantêm projeto que aumenta fiscalização para contratados da Prefeitura
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.