Conhecido por ser um dos pilotos mais ousados do grid, Kimi Raikkonen não está satisfeito com o estilo “bem-comportado” da Fórmula 1 atual. O finlandês de 35 anos acredita que a competição precisa ficar um “pouco mais perigosa” para reconquistar a atenção dos fãs.

– Quando comecei na Fórmula 1, era tudo mais empolgante para todo mundo. Foi realmente o auge, muito tempo atrás. Nós pensamos em carros que pudessem ser mais rápidos, mas as regras os tornaram mais lentos. Temos de fazer alguma coisa para deixar a F-1 mais emocionante para quem está assistindo e quer apreciar a velocidade. Precisamos torná-la um pouco mais perigosa. É parte do jogo – disse Kimi, em entrevista ao ex-piloto de F-1 Jean Alesi para a emissora francesa “Canal+”.

Apesar de deixar sua opinião clara, Kimi ressalta que não quer a volta dos tempos em que a Fórmula 1 era marcada pela grande quantidade de acidentes, muitos deles com vítimas fatais.

– Não queremos ver ninguém ferido, mas apenas deixar as coisas um pouco mais emocionantes – destacou o “Homem de Gelo”.

Atualmente, Kimi faz uma temporada apagada na Ferrari. Ele não tem vaga garantida na escuderia italiana para o próximo ano, mas seu contrato prevê a renovação para 2016 caso seja de interesse das duas partes. O finlandês tem 72 pontos e é o quarto colocado do Mundial de Pilotos, contra os 108 pontos do companheiro Sebastian Vettel, terceiro colocado. No Canadá, o “Homem de Gelo” perdeu a oportunidade de subir ao pódio após rodar sozinho na pista.

A Fórmula 1 retorna no dia 21 de junho, paa o GP da Áustria, válido pela oitava etapa da temporada. Confira a tabela de classificação e fique ligado no calendário da F-1 2015!

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.