A Polícia Militar Ambiental apreendeu cerca de 158 quilos de pescado irregular na tarde desta segunda-feira (22), em um rancho localizado no município de Barão de Melgaço. O servente de obras, Carlone Felix Inácio, 38 anos, e o pedreiro José Braz Lopes, foram detidos suspeitos de crime ambiental.

Segundo consta no Boletim de Ocorrência, espécies de piraputanga, pacu, pacu peva e piau foram localizadas em um freezer na propriedade. Das quais 53 peças da espécie pacu estavam com tamanho inferior ao permitido por lei.

De acordo com a Polícia, a quantidade do pescador também estava acima do autorizado em lei, cada pescador amador tem direito a cota de 5 quilos e um exemplar. Do pescado apreendido, cada um ficaria com 79 quilos.

Leia também:  'Boneco Doido' acusado de vários homicídios em Rondonópolis morre após trocar tiros com PM

 Os dois foram encaminhados a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Rondonópolis.

O pescado será doado para a Casa Bom Samaritano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.