Há anos agentes que trabalham no Sistema Socioeducativo de Rondonópolis pedem melhorias para o local, porém a situação tem piorado com o número de internos no limite isso tem afetado o modo de trabalho e causado riscos, tantos para os que trabalham como para os que estão e visitam a entidade.

De acordo com o presidente do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (SINDPSS), Paulo César de Souza, a situação é alarmante e precária e por isso um documento relatando as condições de trabalho dos servidores foi confeccionado.

Ainda segundo o presidente, a capacidade máxima de internos no local, com todos os quartos funcionando é de 32 adolescentes. Com o grande fluxo de entrada e saída a média está em 26 internos para apenas quatro agentes no plantão. “Para que fosse aceitável, o número de agentes deveria pelo menos dobrar e por isso a contratação é tão urgente” afirmou.

Leia também:  Idoso é baleado em tentativa de assalto na Gleba Rio Vermelho

Em abril deste ano, um menor infrator foi assassinado dentro do Centro, possivelmente por um colega de cela, o que poderia ter sido evitado caso houvesse mais recursos.

Haverá uma reunião nos próximos dias entre os servidores locais para estudar que atitude tomar sobre o caso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.