Foto: Reprodução / Facebook
José Delgado ocupava o cargo de tesoureiro no DEM – Foto: Reprodução / Facebook

Membros da executiva municipal do Democratas (DEM), em Rondonópolis decidiram, por unanimidade, na manhã deste sábado (27), pela expulsão do tesoureiro José Delgado, 57 anos, por suspeita de envolvimento em caso pedofilia. A decisão foi tomada, segundo o presidente municipal do Democratas, Israel Borges, após o membro do partido ser preso em flagrante nesta sexta-feira (26).

Presidente do DEM, Israel Borges - Foto: Arquivo / AGORA MT
Presidente do DEM, Israel Borges – Foto: Arquivo / AGORA MT

A expulsão de José Delgado do partido foi cogitada logo após ser veiculada a matéria quanto ao fato, inclusive pelo site AGORA MT, que denunciava o assédio que uma menina de 10 anos teria sofrido pelo suspeito.

A decisão ocorreu por volta das 9h durante reunião no diretório do partido e logo, foi divulgada pela executiva.

Leia também:  Unemat pauta curso de Direito e Logística para Rondonópolis

“Reunimos hoje pela manhã e decidimos pela expulsão de José Delgado que ocupava o cargo de tesoureiro. Todos membros executivos do partido votaram pela expulsão, ” explicou o presidente.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.