O drama, por ora, chegou ao fim, e com um desfecho que agradou brasileiros, irlandeses e, acima de todos, o UFC. A organização divulgou um comunicado, nesta quarta-feira, que diz que José Aldo, campeão dos penas do Ultimate, não sofreu uma fratura na costela – e sim, um edema ósseo – e, por isso, o duelo contra Conor McGregor, previsto para 11 de julho, no UFC 189, ainda está de pé.

Entretanto, ciente de que existe a possibilidade do manauara não atuar, a organização revelou seu plano B. Caso Aldo deixe o duelo, Conor McGregor vai enfrentar Chad Mendes pelo cinturão interino da divisão em 11 de julho.

Confira abaixo o comunicado do UFC:

Leia também:  Com vitória de Grêmio, Renato Gaúcho se torna o 1° brasileiro a vencer as Libertadores como jogador e técnico

Por causa das recentes reportagens a respeito do estado de saúde do campeão peso-pena, José Aldo, o UFC recebeu confirmação médica de diferentes médicos que afirmaram que Aldo não quebrou a costela. Após uma revisão dos exames, foi determinado que o campeão sofreu um edema ósseo em sua costela e uma lesão na cartilagem durante o treino.

Com essa notícia, Aldo já expressou que tem toda a intenção de enfrentar Conor McGregor no UFC 189.

Enquanto ele já indicou que vai competir no dia 11 de julho, em Las Vegas, o UFC confirmou um plano de contingência. O desafiante número um da divisão peso-pena, Chad Mendes, vai enfrentar Conor McGregor pelo título interino dos pesos-penas no evento caso Aldo não possa competir.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17

O UFC mantém o compromisso de entregar as disputas de cinturão peso-pena e peso-meio-médio no UFC 189 durante a Semana Internacional da Luta em Las Vegas.

Aldo se lesiona e deixa treino chorando

Na última terça-feira, José Aldo sofreu uma lesão na costela ao receber um chute giratório de Alcides Nunes, seu companheiro de equipe, enquanto treinava na academia Nova União. Levado ao hospital por Dedé Pederneiras, seu treinador, Aldo recebeu a notícia da gravidade da lesão e a possibilidade de abandonar o duelo com Conor McGregor aumentou.

Nesta quarta-feira, o campeão do peso-pena foi submetido a novos exames e, segundo o comunicado do Ultimate, ele sofreu um edema ósseo, e não fratura na costela, mantendo-se na disputa.

Leia também:  Cuiabá, Sinop e Sorriso lideram ranking estadual de tênis de MT

Apesar de sentir muitas dores e de estar arrasado, segundo palavras de Dedé Pederneiras, técnico de Aldo, o peso-pena reforçou o desejo de enfrentar o irlandês.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.