Bethe Correia costuma dizer com certa frequência em suas entrevistas que é uma mulher de fé. Sua crença de que sairá vitoriosa no próximo sábado, quando fará a luta principal do UFC 190, no Rio de Janeiro, contra a campeã Ronda Rousey, não é apenas fruto dos treinos ou de sua religião. A brasileira tem também como fontes de inspiração os campeões do Ultimate Rafael dos Anjos e Fabricio Werdum, que conquistaram seus cinturões dos pesos-leves e pesos-pesados sendo grandes azarões contra Anthony Pettis e Cain Velásquez, respectivamente. A desafiante ainda se define como “a mais zebra entre todos”, mas acredito também que isso tornará o seu triunfo ainda mais impressionante e que o combate será comentados por muito tempo pelos fãs de MMA.

– Eles me motivaram bastante, assisti às lutas deles e fiquei impressionada. Eu mesmo achava difícil para os brasileiros, porque quem entra como desafiante, geralmente, é o azarão. De nós três, eu sou a mais zebra entre todos. Acho bacana que vai ser a luta mais impressionante de todos. Tenho certeza que vai ser a luta do ano, será falada de gerações para gerações. Ninguém vai esquecer a luta de sábado – afirmou, em entrevista à imprensa após o treino aberto do UFC Rio 7, nesta quarta-feira, na Praia do Pepê, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Leia também:  Estreia de Pelé pela seleção brasileira completa 60 anos

A trajetória meteórica de Bethe faz a atleta ter certeza de que a luta da sua vida terminará com final feliz na madrugada de sábado para domingo. Com a língua afiada de sempre, a brasileira quer provar que Ronda não passa de “uma farsa” e que as declarações da americana de que não irá liquidá-la de forma rápida como forma de punição à desafiante são apenas falácias por saber que não será possível vencer com a velocidade de seus últimos dois compromissos, quando, somados, duraram 30 segundos.

– A minha confiança existe pela minha história. Desafiei o mundo inteiro para me tornar uma lutadora de MMA e consegui isso. As portas se abriram tão rápido que eu sei que tenho uma missão no MMA. E ela será feita no sábado. Fizeram uma imagem de que a Ronda é invencível, imbatível, uma heroína americana, mas estou aqui para mostrar que ela é uma farsa. Vou ganhar e ser a nova campeã. Confio muito em mim. Meu ponto forte supera qualquer ponto forte dela. Ela nunca trocou e, quem vem de uma arte agarrada durante muitos anos, tem dificuldade de ter a trocação. Em onze lutas, nunca trocou, apenas adaptou o boxe às quedas. Ela sabe que não consegue acabar comigo rápido. Fala isso como justificativa para não ficar feio para os fãs. Em toda a carreira dela não tem histórico de trocação. Eu sei o que é soco na cara. Para mim, a luta vai ser rápida. Vou para nocautear a Ronda. Minha mão está dura, pesada. Vou machucá-la e nocautear. Vou lutar um round. Se ela quiser prolongar, não vai conseguir.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

Confortável diante dos inúmeros microfones e gravadores, Bethe ainda declarou que tem como missão “deixar uma semente boa no mundo”.

– Não nasci para ser uma pessoa esquecida no mundo. Nasci com uma missão e sei que tudo será revertido para as pessoas. Através de toda a popularidade que estou tendo, farei algo de muito bom. Vou buscar isso. Não adianta ser conhecida e passar despercebida, não dá para não deixar uma semente boa no mundo – concluiu.

O Combate transmite o evento ao vivo, no sábado, a partir de 19h30 (horário de Brasília), e o Combate.com acompanha em Tempo Real no mesmo horário, com vídeo ao vivo das duas primeiras lutas do card preliminar. Na sexta-feira, site e canal exibem a pesagem oficial ao vivo às 17h30. Os telespectadores podem interagir com a transmissão no Twitter através da hashtag #UFCRionoCombate. Confira o card completo:

Leia também:  Diretoria do União decide manter 15 jogadores que disputaram a Série D

UFC 190
1 de agosto, no Rio de Janeiro
CARD PRINCIPAL – a partir de 23h (horário de Brasília)
Peso-galo: Ronda Rousey x Bethe Correia
Peso-meio-pesado: Mauricio Shogun x Rogério Minotouro
Final do TUF Brasil 4 peso-leve: Fernando Açougueiro x Glaico França
Final do TUF Brasil 4 peso-galo: Dileno Lopes x Reginaldo Vieira
Peso-pesado: Stefan Struve x Rodrigo Minotauro
Peso-pesado: Antônio Pezão x Soa Palelei
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Jessica Aguilar
CARD PRELIMINAR – a partir de 20h (horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Demian Maia x Neil Magny
Peso-meio-pesado: Rafael Feijão x Patrick Cummins
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Nordine Taleb
Peso-galo: Iuri Marajó x Leandro Issa
Peso-médio: Vitor Miranda x Clint Hester
Peso-galo: Hugo Wolverine x Guido Cannetti

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.