O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, o secretário-controlador geral do Estado, Ciro Rodolpho Gonçalves, e o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Waldir Teis, realizam nesta segunda-feira (27.07), às 10h, a abertura da quarta e última etapa do Fórum de Fiscalização de Contratos e Obras 2015. A capacitação segue até 30 de julho, em período integral, no Auditório da Escola Superior de Contas, no TCE, em Cuiabá.

Esta etapa do Fórum visa aprimorar o conhecimento de 200 servidores do Poder Executivo estadual, designados como fiscais de obras públicas para desenvolver com eficiência a atividade, prezando, principalmente, pela qualidade das obras e dos serviços de engenharia.

Apesar do treinamento focar na fiscalização da execução de obras, também serão abordados aspectos das fases anteriores à execução, como elaboração do planejamento, projeto, orçamento e licitação.

Leia também:  Exposição sobre Santos Dumont encanta estudantes ao unir lazer e conhecimento

A capacitação será conduzida pelo auditor federal de controle externo do Tribunal de Contas da União (TCU), André Pachioni Baeta, e pelo engenheiro civil do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, Elci Pessoa Júnior. Os dois são referência nacional em fiscalização e controle de obras públicas, inclusive com livros publicados.

Nas etapas anteriores, o evento foi direcionado aos fiscais de contratos em geral, de todas as secretarias e entidades do Governo de Mato Grosso. Ao final na quarta e última etapa, o Fórum terá capacitado, ao todo, 450 fiscais de contratos e obras.

A organização do evento é da Controladoria Geral do Estado (CGE), em parceria com o TCE; as secretarias de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Cidades (Secid) e Gestão (Seges/Escola de Governo); além da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Mato Grosso (SRTE-MT).

Leia também:  Mato Grosso lança projeto de PPP em tempo recorde
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.