Fachada da delegacia da Vila Operaria
Fachada da delegacia da Vila Operaria. Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Investigadores e escrivães da 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP), distrital de Vila Operária, sob o comando da delegada Ludimila Vendramel, apresentaram hoje (10), dados referentes a produtividade da equipe. Entre os números apresentados está a baixa redução de assassinatos e em contraponto, o aumento de casos resolvidos.

Nestes 60 dias que antecederam (Maio e Junho), a 2ª DP, apresentou sete inquéritos de homicídio.

Ainda neste período dos dois meses, outros crimes como adulteração de sinal identificador de veículo, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e associação ao tráfico e crime ambiental e receptação, somam-se juntos 21 processos concluídos, além de dois mandados de prisão cumpridos.

Em uma apresentação de maior tempo, de janeiro a junho do ano passado, foram registrados na região que compete a 2ª DP, 19 homicídios e durante o mesmo período, apenas 5 crimes tiveram resolução. Já neste 1º semestre de 2015, foram 17 mortos (queda pouco mais de 10%) e 16 inquéritos elucidados.

Leia também:  Agentes descobrem buraco feito em parede de cadeia em Colniza e presos fazem motim

Os investigadores explicam que os casos resolvidos podem ser crimes cometido em anos anteriores.

Neste mesmo sentido, os policiais também apresentaram dados referentes a tentativas de homicídio. Nos primeiros seis meses de 2014, foram registrados 14 casos de tentativas de homicídios, sendo 20 resolvidos naquele período. Em 2015, no mesmo período, houve apenas 8 registros de tentativa de homicídio e 13 inquéritos finalizados.

Atualmente a delegacia de Vila Operária conta com apenas sete investigadores, três escrivães e uma delegada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.