A partir de hoje (01), está proibida a venda de lâmpadas incandescentes de 60watts em todo o Brasil. Em Rondonópolis não é diferente e os comércios que forem pegos realizado este tipo de prática serão autuados.

De acordo com o coordenador do Procon de Rondonópolis, Juca Lemos, a população que notar a venda deste produto ode procurar o órgão e fazer a denúncia. Um trabalho de fiscalização também poderá ocorrer nos próximos dias “Quem for pego infringindo a lei será autuado e o Procon tomará as medidas cabíveis” afirmou Juca.

Já as lâmpadas de 25 e 40 watts deixaram de ser produzidas nesta terça-feira (30), mas poderão ser comercializadas até 30 de junho de 2016. As lâmpadas incandescentes acima de 75W e 100W deixaram de ser comercializadas em 30 de junho de 2014.

Leia também:  Curso de bombeiro civil abre inscrições nesta terça-feira em Rondonópolis

A mudança atende a cronograma estabelecido pela Portaria Interministerial 1007 dos Ministérios de Minas e Energia, da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, de dezembro de 2010, que fixou índices mínimos de eficiência luminosa para fabricação, importação e comercialização das lâmpadas incandescentes de uso geral em território brasileiro.

As lâmpadas fluorescentes compactas são quatro a cinco vezes mais eficientes do que as incandescentes, economizam cerca de 70 a 80% de energia para produzir o mesmo volume de luz e têm uma vida de 6 a 10 vezes maior. Já as lâmpadas LED têm uma eficiência de 80 a 90% superior às incandescentes e uma vida de 25 a 30 vezes maior. As incandescentes halógenas têm uma eficiência cerca de 20% maior e cerca do dobro de vida.

Leia também:  PF cumpre 19 mandados contra facção criminosa do CV em Rondonópolis e região
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.