A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados aprovou, por unanimidade, esta quarta-feira (15/07), projetos que autorizam o Executivo a instituir campi de universidades federais nos municípios de Juara e Cáceres, em Mato Grosso.

O deputado Adilton Sachetti (PSB-MT), relator dos projetos de lei (PLs) 6513/2013 e 6514/2013 na comissão, destacou a importância de se fomentar a educação no estado. “A instituição dos novos campi facilita o acesso à formação universitária, promove a expansão dos cursos e também o maior preparo do jovem para o mercado”, assinala Sachetti.

“Há ainda o benefício da melhoria da qualidade de vida da população”, reforça o parlamentar. “A universidade proporciona aos alunos assistência de natureza social, médica, cultural, artística e desportiva, por exemplo, por meio de bolsas, atividades de extensão e programas diversos”.

Leia também:  Distritão mudaria o quadro de eleitos da Câmara de Rondonópolis

A ideia é que os dois novos campi sejam ligados a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), cuja sede fica em Cuiabá. Além de do campus de Cuiabá, a UFMT dispõe hoje de unidades em Rondonópolis, Sinop e Araguaia.

Autor dos projetos, o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) defende que a interiorização dos cursos não depende da realização de obras. “Não é preciso construir novos prédios. É possível utilizar as estruturas já existentes nos municípios e polarizar uma região inteira com uma educação superior acessível”, reforça Leitão.

Após a aprovação na CTASP, os projetos passarão ainda pelas comissões de Educação (CE), Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça (CCJ), antes de seguir para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Leia também:  Lideranças comunitárias participam de qualificação em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.