Obra pronta no acesso ao aeroporto - Foto: assessoria
Obra pronta no acesso ao aeroporto – Foto: assessoria

A Concessionária Rota do Oeste finalizou as obras e libera o tráfego de veículos em dois dispositivos de acesso próximos ao município de Rondonópolis. O primeiro, no km 107 da rodovia, já pode ser utilizado pelos usuários e facilitará a entrada de veículos ao Aeroporto Municipal de Rondonópolis. O outro, este no km 102, deve ser liberado ainda nesta sexta-feira (24) e dará mais segurança aos usuários que vão seguir viagem pela MT-471.

Ambos os dispositivos em desnível são do tipo trombeta, compostos de um viaduto e alças de acesso, que podem ser utilizados também como retorno. As obras darão maior fluidez ao tráfego da rodovia e segurança aos usuários que precisam utilizar essas vias.

Ao todo serão implantados pela Odebrecht Infraestrutura, parceira da Concessionária, 17 dispositivos e Obras de Arte Especiais, como pontes, viadutos, entre outros. Destes, 16 já estão em andamento, sendo que alguns estão em fase avançada e devem ser entregues em breve. É o caso do retorno em desnível no km 111, com 74,3% das obras realizadas. O viaduto que compõe o dispositivo já está concluído e a construtora foca seus trabalhos nas alças de acesso.

Leia também:  Famílias pré-selecionadas para o residencial Dona Neuma são convocadas

Outras obras estão em andamento ou previstas para iniciar ainda este ano. É o caso das pontes sobre os rios Correntes (km 0), Sozinho (km 24), Itiquira (km 29), Cachoeira (km 44), Ponte de Pedra (km 55) e Inhumas (km 74). Dispositivos nos quilômetros 13, 34, 47, 76, 94 e 119, também estão previstos, além de outros retornos e intervenções menores.

Para o diretor de Operações da Rota do Oeste, Fábio Abritta, mais do que garantir a fluidez do tráfego ao longo da rodovia, estas intervenções garantirão mais segurança nos cruzamentos. “Impedimos assim que os motoristas cruzem a pista em mesmo nível, reduzindo a probabilidade de acidentes”, destacou.

Leia também:  Juiz Pós-doutor de Rondonópolis publica Livro de Direito Ambiental

Mais duplicação

Ainda nos próximos dias, a Rota do Oeste entrega também outros 32,4 quilômetros da nova etapa de duplicação na região sul. Atualmente, duas frentes de trabalho atuam na rodovia para entregar todo o trecho entre Rondonópolis e a divisa com o Mato Grosso do Sul, no km 0 da BR-163 até o primeiro trimestre de 2016.

Somados aos 22,5 quilômetros entregues entre Rondonópolis e o terminal de Cargas da ALL em abril, são 54,9 quilômetros de duplicação. Isso representa mais de 10% dos 450 quilômetros sob responsabilidade da Rota do Oeste – última meta a ser cumprida para que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorize a abertura das praças de pedágio na BR-163. A expectativa é que o início da arrecadação aconteça no mês de agosto.

Leia também:  Reclamações de energia elétrica lideram ranking no Procon de Rondonópolis

Sobre a Rota do Oeste

A Rota do Oeste, empresa da Odebrecht TransPort, é responsável pela duplicação, recuperação, conservação, manutenção e implantação de melhorias da BR-163, bem como a oferta de serviços de atendimento ao usuário, entre os municípios Itiquira (MT) e Sinop (MT), um trecho com extensão de 850,9 quilômetros.

Durante os 30 anos de concessão, a BR–163 receberá investimentos de R$ 5,5 bilhões. Nos cinco primeiros anos, quando serão investidos R$ 2,8 bilhões, será realizada a duplicação de um trecho de 453,6 km entre a divisa com Mato Grosso do Sul até Rondonópolis, de Posto Gil a Sinop, além da Rodovia dos Imigrantes. As demais extensões já estão duplicadas ou terão as obras executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.