Para a 14/15 espera-se uma forte realocação na demanda pelo algodão mato-grossense. Entre a safra 13/14 e 14/15, a estimativa é de que a participação da demanda externa salte de 48% para 55%, ao mesmo passo que a demanda interna cairia nessa mesma proporção, de 7p.p..

Essa realocação se daria graças ao fortalecimento do câmbio ao longo de 2015, aumentando a rentabilidade das vendas ao exterior, aliado à boa demanda externa. Além disso, deve-se considerar também a retração das indústrias têxteis brasileiras, o que enfraqueceu as cotações internas, pois estas têm passado por momentos de dificuldade para escoar seu produto final, uma vez que o cenário econômico brasileiro tem desestimulado o consumo por parte da população.

Leia também:  Preço da carne de 1ª reduz e consumidor pode comemorar em Rondonópolis

Contudo, na safra 15/16, espera-se uma certa recuperação econômica brasileira, que impulsionaria a demanda interna, ao mesmo passo que as estimativas mostram exportações constantes.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.