Foto: BuzzFeed / Reprodução
Foto: BuzzFeed / Reprodução

Um grupo de estudantes entre 13 e 14 anos da Isaac Newton Academy, em Londres, ganhou um prêmio por criarem uma camisinha inteligente que muda de cor quando é detectada uma doença sexualmente transmissível. As informações são do BuzFeed.

Ainda em fase de produção e finalização, a invenção chamada “S.T.EYE” recebeu o prêmio TeenTech Aeawrs, que promove a ciência, engenharia e tecnologia em escolas. Na competição, o grupo de amigos mostrou como a camisinha pode tornar a vida “melhor, mais simples e mais fácil”. O preservativo usa um indicador que muda para uma cor diferente, dependendo das bactérias ou da infecção detectados. Os alunos Muaz Nawaz, Daanyaal Ali, e Chirag Shah explicaram que ela fica verde para clamídia, amarela para herpes, roxa para o papilomavírus humano (HPV), ou azul para a sífilis.

Leia também:  Pimentão para colorir a receita e turbinar a saúde

“Nós queríamos fazer algo que detectasse as DSTs, sendo mais seguro do que nunca, de modo que as pessoas possam tomar medidas imediatas na privacidade de suas próprias casas, sem os procedimentos invasivos dos médicos”, disse um dos criadores, Ali. “Temos a certeza que somos capazes de dar paz de espírito aos usuários e garantir que as pessoas possam ser ainda mais responsáveis do que nunca”.

É importante destacar que os preservativos coloridos ainda estão em fase conceitual, de acordo com um porta-voz da TeenTech. “[As camisinhas] são muito mais um conceito e … não um projeto finalizado”, afirmou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.