Cinco indivíduos foram detidos na noite desta quinta-feira (23), por volta das 23h20, em uma residência particular, no bairro Colina Verde, em Rondonópolis – MT. Eles são acusados de desacato, sequestro e cárcere privado, sossego alheios, lesão corporal e resistência. Tudo começou, após os suspeitos perturbarem o sossego de um dos vizinhos que estava com uma criança doente em casa, além da esposa que encontra-se gestante. Os rapazes foram agressivos, atacaram a guarnição da Polícia Militar (PM) com pedras, ofensas e fecharam o portão mantendo os policiais encarcerados.

A PM foi acionada para atender uma solicitação, da qual a vítima queixava dos suspeitos estarem realizando uma festa contendo bebida alcoólica, algazarras com gritos e ainda aceleravam uma motocicleta, perturbando o sossego do comunicante e de sua família.

Leia também:  Acusado de aliciar namorada menor para o tráfico de drogas é preso em São Félix do Araguaia

O comunicante relatou ainda que, tentou conversar com os suspeitos para diminuírem tal algazarras, porém, eles começaram a ofende-lo com palavras de baixo calão, bem como sua esposa gestante que começou a passar mal, pois estava na gestação próxima do parto.

A polícia foi ao local para tentar conversar com o morador para que cessasse com a perturbação. No momento, veio todos integrantes da festa para apoiar o suspeito e começaram a expor ânimos exaltados e agressivos. Um dos indivíduos começou afrontar a guarnição alegando que não poderia ser feito nada para acabar com a festa, depois começou a desdenhar alegando que era bastante influente politicamente e que todo esforço seria incapaz de acabar com sua festa.

Leia também:  Dupla assalta farmácia e leva mochila com R$ 94 mil

Sobre a calçada também se fazia estacionado um veículo, constatando infração de trânsito, sendo que no preenchimento do auto de notificação de infração, o proprietário mediante ordem da polícia para apresentar os documentos, de porte obrigatório, se recusou a entregar, desobedecendo a ordem juntamente com auxílio de outro suspeito, que tomou o veículo da guarnição e colocou no pátio da residência, para impedir as medidas administrativas de retenção adotadas na infração.

Diante disso, a PM deu voz de prisão ao suspeito, por desobediência. Perante a voz de prisão, o suspeito veio a resistir a prisão empurrando o PM, vindo a lesionar o braço esquerdo de um dos policiais. No momento, quatro dos suspeitos avançaram contra a guarnição e tomaram o detido.

Leia também:  Trio invade mercado no Carlos Bezerra e rouba R$ 300

Com isso, a polícia teve que fazer uso da Spark (arma de eletrochoque) para incapacitar a resistência do suspeito, porém, os outros indivíduos começaram atacar a guarnição com pedras, ofender com palavras de baixo calão e fecharam o portão mantendo a guarnição encarcerada, para impedir a saída.

Os policiais só conseguiram sair com o apoio das demais guarnições, que conseguiram abrir o portão e possibilitou a contenção e detenção dos demais suspeitos. Foi necessário fazer o uso de algemas para conter a resistência e agressividade dos indivíduos.

Os suspeitos foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP) para devidas providências. As informações constam em registro no Boletim de Ocorrência (BO).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.