O 1° relatório referente à comercialização da pluma de Mato Grosso para a safra 2015/16 demonstrou forte adiantamento das negociações. Ao final de julho, 24,1% da produção atualmente estimada em 890,1 mil toneladas foi negociada, quase 215 mil toneladas. As informações foram divulgadas pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

De acordo com os dados, na safra passada, esta mesma quantidade levou cinco meses a mais para ser vendida. “Essa ‘pressa’ pode ser justificada pelo momento incerto de mercado. As incertezas que rodeiam o câmbio, o qual pode elevar ainda mais os custos de produção, fizeram com que os ofertantes aproveitassem as recentes valorizações no preço da fibra para vender e cobrir custos” explica os economistas do Instituto.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (18/09/17) em Rondonópolis

Ainda conforme os economistas, na demanda interna, existe a tensão de que essas elevações possam continuar, puxadas pelo aquecimento da demanda externa, e pelo câmbio. Portanto, impulsionados por essas oportunidades, os negócios podem seguir nesse ritmo, ao menos até os produtores garantirem todos os custos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.