José Lucas - Foto: AGORA MT
José Lucas – Foto: AGORA MT

O jovem que morreu na madrugada de hoje (17), José Lucas Gomes de Araujo, 25 anos, já era bem conhecido da polícia e considerado um dos bandidos mais perigosos de Rondonópolis – MT. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), José Lucas foi autor de vários crimes na cidade. Ele morreu após ser baleado no Conjunto São José 2. (leia mais)

1° CASO

José Lucas era suspeito de ter participado do crime que matou a pequena Kaliny Souza dos Santos, de apenas 9 anos enquanto dormia. A sua irmã de apenas um ano também foi atingida por um tiro. O caso aconteceu no dia 04 de fevereiro de 2014, por volta das 23h30, na residência da mãe das vítimas localizada na quadra 7, bairro Padre Lothar, em Rondonópolis.

Leia também:  Dois são presos por furto qualificado, tentativa de homicídio e omissão de socorro em MT

Na época os alvos dos criminosos eram a mãe das crianças e seu companheiro, Luiz Renato Pereira Souza, 19, outro criminoso conhecido da Polícia. (leia mais)

LEIA TAMBÉM 

Rapaz acusado de matar a sobrinha de 9 anos é preso em Guiratinga

2° CASO

José Lucas também fazia parte do trio que teria planejado assassinar o jovem Ricardo Medeiros, vulgo Riquinho, em dezembro de 2014, no bairro Dinalva Muniz. Houve um tiroteio e na ocasião, porém o plano deu errado e o trio foi surpreendido com disparos de arma de fogo. 

Um dos três jovens, identificado como Douglas Salles, 24 anos, morreu. Os outros dois, José Lucas e Lucas Aparecido Magalhães Brito, 19 anos, também foram atingidos, mas não morreram. Conforme o Boletim de Ocorrências (BO) na época, o trio teria ido atrás de Riquinho por uma rixa ou acerto de contas.

Leia também:  População revoltada amarra suspeito de furto a residência

Após isso, Riquinho foi para o município de Itiquira e pilotando uma motocicleta, juntamente com uma mulher e uma criança, foi atingido propositalmente por um veículo e no chão, foi baleado e morto com três tiros. O caso aconteceu em fevereiro de 2015.

Já em maio deste ano, José Lucas foi preso pela PM em um bar na região do Parque São Jorge, suspeito de ter tido participação ou ser autor do homicídio contra Riquinho. (leia mais)

LEIA TAMBÉM 

Um morre e outro fica ferido após troca de tiros no Dinalva Muniz

Envolvido em tiroteio no Dinalva Muniz é assassinado

Tiroteio no Dinalva Muniz | Acerto de contas já deixou dois mortos

Leia também:  Sem Cessar | Em operação três são detidos por roubo em São Lourenço de Fátima

3° CASO

José Lucas também estava sendo investigado, suspeito de ser integrante de uma organização criminosa especializada na prática de roubo de defensivos agrícolas, dentre outros crimes em fazendas localizadas na região sul de Mato Grosso (leia mais).

O Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), ofereceu a denúncia no dia 06 de agosto de 2014 contra 11 pessoas acusadas.

O grupo formado por pessoas de Rondonópolis, Guiratinga e Várzea Grande, começou a praticar os crimes no final de 2013.

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.