O ‘recesso branco’ que será de 20 a 31 de julho foi aprovado ontem (16) pela Câmara dos Deputados e Senado Federal. O requerimento que pedia a suspensão da pauta de votações nesse período foi aprovado por unanimidade.

Acontece que o Congresso, oficialmente, só poderia entrar de recesso após votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), fato que não ocorreu. Mesmo sabendo disso, os senadores e deputados federais não abriram mão das férias.

Advertisements
Leia também:  Paulo Taques emite nota sobre prisão

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.