Nilson Novais Porto. Foto: Varlei Cordova/AGORAMT
Nilson Novais Porto. Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

Autoridades políticas, pacientes e voluntários ligados ao Hospital do Câncer de Barretos, em São Paulo, se reuniram na tarde de hoje (02) na Diocese de Rondonópolis, para discutir a possibilidade da implantação de uma unidade de prevenção do Hospital do Câncer de Barretos no município. O Estado não conta com nenhuma unidade deste tipo.

Segundo o coordenador de eventos da unidade hospitalar, Nilson Novaes, o espaço serviria como um local de realização de exames que agilizariam o rápido diagnóstico da doença.

Outro ponto também preocupante é quanto ao TFD (Tratamento Fora de Domicílio). De acordo com Nilson, o TFD não está funcionando no momento.

“TFD é a ajuda de custo da passagem, pago pelo Governo, quando o paciente recebe o diagnóstico de câncer. Mas a doação, quando feita, é apenas para o paciente”, acrescentou

Leia também:  Torneios esportivos devem movimentar o fim de semana em Rondonópolis

Dados apresentados pelo Hospital do Câncer de Barretos, apontam que a maior causa de morte entre pessoas de 0 à 18 anos, é acarretada pelo câncer.

Atualmente Mato Grosso é o 4º Estado que mais envia pacientes a Barretos. Para se ter uma ideia, só em 2014, 452 rondonopolitanos foram atendidos na unidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.